MAM Rio mudará de curador

Luiz Camillo Osorio deixa vaga para assumir diretoria do departamento de Filosofia da PUC-RJ em 2016, mas tem cronograma aprovado para o próximo ano

Luciana Pareja Norbiato

Publicado em: 18/11/2015

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

Luis Camillo Osório

Após seis anos de prolífica atuação, o curador do MAM Rio, Luiz Camillo Osorio, deixa o cargo a partir de 2016. Ele vai assumir a direção do departamento de Filosofia da PUC-RJ, onde leciona desde 1991. “Sendo professor do quadro principal, eu já tinha obrigações na universidade, mas me liberaram por seis anos da função administrativa, por entenderem a relevância da atuação como curador do MAM Rio. Mas a cada dois anos tem eleição e, por causa do número alto de aposentadorias, dessa vez eu não tive como protelar” disse Osorio à seLecT. Um novo curador deve ser anunciado em breve.

Captura

Da esq. para dir., Carlos Alberto Chateaubriand, presidente do MAM Rio; Gilberto Chateaubriand, colecionador; e Luiz Camillo Osorio, curador do museu até 2016

O curador deu a notícia à direção do museu em junho deste ano, mas já havia avisado à PUC-RJ que teria que permancecer no cargo do MAM até o fim de 2015. “Tudo vem correndo normalmente. Tenho o cronograma do próximo ano aprovado, pelo qual inclusive faço a curadoria de exposições.” Junto com Osorio, sai também Marta Mestre, que entrou como sua assistente após participar de residência de pesquisa no museu, em meados de 2010.

Em entrevista à seLecT, Carlos Alberto Gouvêa Chateaubriand, presidente do MAM Rio, destacou a qualidade da atuação de Osorio diante da curadoria da instituição. “Foi uma gestão maravilhosa, fizemos coisas maravilhosas ao longo desse tempo e continuaremos fazendo no futuro”. Quanto a rumores de crise no museu, ele declarou: “Graças a Deus, por enquanto, estamos com as contas rigorosamente em dia. Mal ou bem estamos conseguindo sobreviver”. Se em ano de crise a cultura e as artes são as primeiras a sentir os efeitos, o museu vem enfrentando esse cotidiano sem mais sobressaltos que os inerentes às instituições de arte em geral.

Tags: , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.