Melhores do ano

A equipe da seLecT e seus colaboradores selecionaram os pontos altos das artes visuais em 2016

Da redação
Naturalizar o Homem, Humanizar a Natureza ou Energia Vegetal, instalação criada por Victor Grippo em 1977 e remontada na 32ª Bienal de São Paulo (Foto: Cortesia do Espólio do Artista/ Alexander and Bonin/ Leo Eloy/ Fundação Bienal de SP)

Antes de darmos as boas vindas a 2017, nada melhor que relembrarmos 2016 em grande estilo. Num ano conturbado em termos políticos e sociais, as artes visuais também deram pano para a manga. Por isso, seLecT convidou seus colaboradores e equipe a elegerem os Melhores de 2016 nas categorias Melhor Exposição Coletiva Nacional, Melhor Individual de Artista Brasileiro, Melhor Individual de Artista Estrangeiro, Melhor Intervenção e Melhor Livro. E a grande vencedora entre as coletivas foi a não menos polêmica 32ª Bienal de São Paulo, que ganhou defesa em nosso site elaborada por Paula Braga. Confira abaixo os vencedores, com nossos votos de um feliz Natal e um excelente 2017!

Melhor Exposição Coletiva Nacional

32ª Bienal de São Paulo 

SSS

Vista da 32ª Bienal de São Paulo (Foto: Pedro Ivo Trasferetti/ Fundação Bienal de São Paulo)

Com curadoria de Jochen Volz, Gabi Ngcobo, Júlia Rebouças, Lars Bang Larsen e Sofía Olascoaga, a msotra teve a “incerteza” como tema e núcleo curatorial, procurando assumir a instabilidade como elemento propulsor da criação artística, apresentando cerca de 300 obras de 81 artistas, grupos e coletivos de distintos países. Seu diferencial foi a seleção de obras de tom propositivo, ao invés de procurar respostas sobre os conflitos e descaminhos da sociedade, deixando evidente que a arte é uma forma de resistência.

Onde: Fundação Bienal de São Paulo
Quando: de 7/9 a 11/12
Confira especial sobre a mostra realizado pela seLecT

Melhor Individual de Artista Brasileiro

Poemata (É Tudo Poesia)

Detalhe de obra de Montez Magno (Foto: Divulgação)

Detalhe de obra de Montez Magno (Foto: Divulgação)

Artista pernambucano nascido em 1934, Montez Magno exibiu na Galeria Pilar uma rigorosa seleção de mais de quarenta peças produzidas desde 1957 (data de sua primeira individual no Instituto de Arquitetos do Brasil, Recife) até os dias atuais. Com curadoria da crítica de arte Lisette Lagnado, Poemata foi a segunda mostra individual do artista na galeria paulistana.

Onde: Galeria Pilar
Quando: de 30/3 a 21/5
Texto sobre a exposição

REVER_Augusto de Campos

Detalha de VIVA VAIA - olho por olho, 1964, trabalho que integrou a mostra (Foto: Divulgação)

Detalha de VIVA VAIA – olho por olho, 1964, trabalho que integrou a mostra (Foto: Divulgação)

Com curadoria de Daniel Rangel, a mostra apresentou os 65 anos de produção do escritor e também artista. Foram apresentadas 75 obras, entre serigrafias, objetos, esculturas, colagens, instalações, áudios, animações e vídeos em 3D, que “saem dos poemas” do autor. “A ideia de REVER é criar um ambiente imersivo com os poemas, sejam esses escritos, falados, desenhados, esculpidos ou projetados. Uma ‘invasão’ poética e visual de Augusto de Campos, onde a palavra é expandida para além dos limites dos livros”, explica Rangel.

Onde: Sesc Pompeia
Quando: de 5/5 a 31/7
Texto sobre a exposição

Melhor Individual de Artista  Estrangeiro

Anri Sala: O Momento Presente

Anri Sala - Still de Long Sorrow (Foto: Cortesia Marian Goodman Gallery/Hauser & Wirth/Galerie Chantal Crousel/Johnen Galerie/Galerie Rüdiger Schöttle)

Anri Sala – Still de Long Sorrow (Foto: Cortesia Marian Goodman Gallery/ Hauser & Wirth/ Galerie Chantal Crousel/ Johnen Galerie/ Galerie Rüdiger Schöttle)

O artista albanês Anri Sala apresentou sua maior retrospectiva já realizada em solo brasileiro. Com curadoria de Heloisa Espada, a mostra O Momento Presente ocupou o Instituto Moreira Salles. A instituição não apenas recebeu trabalhos de Sala, mas teve sua arquitetura modificada para acolher obras especialmente projetadas para a ocasião.

Onde: Instituto Moreira Salles – Rio de Janeiro
Quando: de 10/9 até 20/11
Texto sobre a exposição

Melhor Intervenção

SITU #5 | Sandra Gamarra

A intervenção da artista peruana ocupou o exterior da Galeria Leme, como parte do projeto SITU, curado por Bruno de Almeida, que reflete sobre o espaço urbano através de trabalhos realizados por artistas da América Latina.

Onde: Galeria Leme
Quando: de 2/9 a 3/12

Projeto Respiração #21 – Insolitus, de Regina Silveira

Pelas mãos do curador Marcio Doctors, a iniciativa vem transformando o espaço da Fundação Eva Klabin desde 2004 e já acumula 20 edições, assinadas por 27 nomes, como Eduardo Berliner, Nelson Leirner e Anna Bella Geiger. A última edição do projeto recebeu intervenção da artista Regina Silveira.

Onde: Fundação Eva Klabin
Quando: de 19/11 a 29/1/2017

Melhor Livro

Livro de Colorir – Marilá Dardot

Página de livro de colorir assinado pela artista Marilá Dardot (Foto: Reprodução)

Página de livro de colorir assinado pela artista Marilá Dardot (Foto: Reprodução)

A alienação não tem vez com o novo livro de artista da Ikrek Editora, assinado por Marilá Dardot. Em vez das nossas mandalas e mosaicos, a artista mineira emprestou dos fotógrafos de jornais algumas das imagens mais impactantes de 2015 para serem coloridas pelos leitores. Com atentados terroristas, mortes de refugiados, protestos e até a crise hídrica de São Paulo, o caderno de colorir dá sequência a uma pesquisa que a artista iniciou durante residência no México. No vídeo Diário (2015), ela escreve em um muro as chamadas das primeiras páginas dos jornais. Agora é a imagem que grita.

Editora: Ikrek Editora
100 páginas

Concreto e cristal: o acervo do Masp nos cavaletes de Lina Bo Bardi

Capa da publicação, organizada por Ma

Capa da publicação, organizada por Adriano Pedrosa e Luiza Proença (Foto: Reprodução)

Organizado pelo diretor artístico, Adriano Pedrosa, e pela curadora Luiza Proença, o livro traz mais de 300 imagens, entre fotografias históricas dos cavaletes originais e reproduções das obras da coleção do MASP. A publicação foi lançada junto com a abertura de exposição que reuniu 110 obras da coleção nos novos cavaletes, réplicas perfeitas dos originais projetados por Lina bo Bardi, no segundo andar do Museu.

Editora: Cobogó
320 páginas

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.