Música caliente

Rodrigo Macieira

Publicado em: 07/11/2011

Categoria: Selects, som

Ritmos latinos revisitados pela música contemporânea independiente latino-americana

Juan Stewart, 3

Feito com três notas de piano em loop. É das coisas mais lindas que a Argentina contemporânea entregou.

Franny Glass, Los Desconocidos

Com vídeo do uruguaio Gonzalo Deniz, o clipe é parada obrigatória da nova canción latino-americana.

Lucrecia Dalt + F.S. Blumm, Quizás, Perhaps, Quizás

Fruto da união de uma colombiana e um alemão que se juntaram para criar uma versão Morr Music do clássico bolero cubano de Osvaldo Farrés. Buenísimo.

Pablo Malaurie, Carmencita

O argentino Pablo Malaurie fez o disco mais bonito da América Latina em 2010.

Balún, Catorce

Trip hop, pura melancolia, do melhor nome da música independente porto-riquenha.

MKRNI, Humeda

Os chilenos do MKRNI (ou Makaroni) balançam a pista combatidas calientes e humedad tropical. Disco, cumbia e pop oitenteiro.

Los Animales Superforros, Chakabit

Gravaram essa vinheta para a MTV, mesclando sintetizadores, pitadas de calipso e diversos sons andinos. Fino!

Jóvenes y Sexys, Mitad

Os venezuelanos fizeram uma das versões mais bonitas de Não Moro Mais em Mim, disco com versões latino-americanas para músicas da Adriana Calcanhotto.

Juan Cirerol, Toque y Rol

Folk’n’roll regado a tequila, poesia torta e irreverência são o segredo de um dos nomes mais interessantes da música que chega do México atualmente.

Caravana, Sigue Sus Ojos

Caravana, do Chile, lançou o primeiro disco em 2011 e de cara incluiu esse tremendo dueto mezzo folk, mezzo indie pop no repertório.

Rodrigo Macieira é fã da música e da literatura feita pelos nossos hermanos. Desde 2007, mantém o coletivo www.sinopuedobailar.com, focado em música, artes visuais, literatura e cultura latino-americana.

Publicado originalmente na edição impressa #2.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.