Não gostou da seLecT com “cheiro de estilhaço”?

A seLecT 38 já pode ser baixada gratuitamente em smartphone e tablet

Da redação
Fotografia de estilhaço de Josely Carvalho

Em resposta às críticas de leitores e assinantes sobre o forte cheiro da edição 38 da seLecT, a revista decidiu liberar sem custo o acesso à versão digital desse número da revista. Os leitores que quiserem ler a revista em celular ou tablet devem entrar na página www.editora3digital.com.br/experimente, cadastrar uma senha e inserir o seguinte código de acesso: DIGITAL38. Em seguida, o leitor receberá um email com o passo a passo para acessar o aplicativo da revista via App Store da Apple ou Google Play e começar a ler a revista.

A seLecT já havia encartado outras obras de arte em edições anteriores da revista. Como parte do projeto Edição de Artista, a revista há havia trazido obras de Cildo Meireles, Leda Catunda, Sonia Gomes, Fernanda Chieco, Rivane Neuenschwander e Regina Silveira. Mas nunca a revista havia realizado um encarte com cheiro.

A primeira artista a experimentar cheiros em encarte na seLecT foi justamente Josely Carvalho. Seu objetivo foi criar “um cheiro cortante como os cacos de vidros”. O encarte, feito especialmente para revista, ganhou o título de Teto de Vidro: dos Estilhaços à Resiliência e apareceu na seção Da Hora, que traz a agenda de exposições em cartaz. A escolha do local de inserção se deu porque Josely Carvalho estava inaugurando a exposição Diários de Cheiros: Teto de Vidro no MAC-USP. A exposição ficará em cartaz até 6/5/18, no edifício do museu na região do Parque Ibirapuera, em São Paulo.

“Recebi a revista hoje e as matérias aparentemente estão incríveis, mas a página sobre o Diário de Cheiros torna impossível a leitura da revista”, escreveu a assinante Pathy Souza no Facebook da revista.

“O cheiro some com o tempo”, explicou Claudia Galvão, CEO da empresa Ananse, parceira da artista no projeto. “Se deixar sobre a mesa ou mais em contato com ambiente aberto vai embora mais rápido. O objetivo do encarte é que o cheiro dure pelo menos 60 dias mas pode durar até 180 dias.”

Em experiências feitas na própria Redação da seLecT, o cheiro sai mais rápido se o encarte for retirado da revista e as páginas forem polvilhadas com bicarbonato de sódio. A dica é guardar a revista com bicarbonato dentro de um saco plástico fechado. Em alguns dias, o aroma na revista já estará bem mais fraco.

Quem gostou da obra e quiser conservá-la por mais tempo, é importante que guarde o encarte dentro de um saco plástico fechado, senão o cheiro naturalmente irá se evaporar.

“O cheiro Estilhaços que foi reproduzido no encarte da seLecT é o protagonista da exposição Teto de Vidro/Glass Ceiling porque conecta as duas obras que compõem a mostra. A primeira, o livro objeto Estilhaços (cacos de vidro e de vida de cada um de nós) e a segunda, Resiliência (recomposição dos cacos e da vida de todos nós, como seres sociais e políticos), através de esculturas de vidro soprado”, explica Josely. A seLecT 38 está exposta em uma mesa na exposição do MAC-USP.

Resiliência exala pimenta, lacrimae, anóxia, barricada, poeira e dama-da-noite. “Reflete a inquietação do nosso tempo global. Ele retrata sentimentos angustiantes da nossa realidade. Ele não nos conforta. Ele provoca a reflexão”, avalia a artista.

“Muito provavelmente, sou a única artista no Brasil que cria cheiros conceituais como elementos fundamentais da obra. Admiro e agradeço a atitude corajosa da seLecT ao incorporar em suas páginas um cheiro conceitual, que não é perfume, e sim um elemento estrutural de meu projeto artístico”, argumentou Josely Carvalho. “Geralmente, tudo que é novo e experimental nos tira de uma área de conforto.”

Sabe-se que a sensibilidade do sistema olfativo, que diferencia aromas agradáveis e desagradáveis, está sujeita a fatores culturais e até biológicos. Como a revista não vê nenhum sentido em fazer uma edição que não possa ser lida, tomou a decisão de tornar gratuito o acesso à versão para celular e tablet da edição 38.

A seLecT apoia e continuará a apoiar a arte experimental. Mas faz questão de que todos os seus leitores e assinantes possam ler a revista sem se incomodar com o cheiro da novidade.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.