Novas bases para os anos 80

Exposição de Ricardo Basbaum na Galeria Jaqueline Martins propõe um novo tom sobre o que foram os anos 80 no Brasil

Luana Fortes
Vista da exposição

Em 1984, acontecia no Parque Laje a emblemática exposição Como Vai Você, Geração 80?, que marcava a volta da pintura, diante da produção dos anos 1970, considerada demasiada racional e conceitual. No entanto, independente de sua importância, só considerar a atuação desse grupo como a produção artística brasileira de uma década inteira é deixar de lado importantes iniciativas. Ainda mais quando nesses dez anos ocorreram as Diretas Já e a queda da ditadura militar. Uma delas pode ser vista na produção de Ricardo Basbaum, agora exibida na mostra Corte-Contaminação-Contato, que propõe um novo tom sobre o que foram os anos 80 no Brasil.

“A exposição coloca em evidência a necessidade de revisão dos relatos estabelecidos sobre a arte dos anos 1980 e 1990”, diz Marta Mestre, quem assina a curadoria. Um diagrama, especialmente feito para a exposição, costura a produção de Basbaum até os dias de hoje.

NBP - Novas Bases para Personalidade (1992)

NBP – Novas Bases para Personalidade (1992)

 

Dentro desse contexto, a mostra ocupa dois andares da Galeria Jaqueline Martins e organiza-se ao redor dos projetos Olho (1984-1990), Corte de Cabelo (1985-86) e NBP – Novas Bases para a Personalidade (1989-90). No primeiro piso, é apresentada uma espécie de guia de leitura do léxico de Basbaum, com desenhos, croquis, livros, anotações, documentos, texto, entre outros, que revelam seu processo tanto como artista quanto como pensador. Entre esses objetos, vale destacar a certidão de cartório que registra a logomarca Olho (1985), criada para ativar e mobilizar a percepção em meios de comunicação.

Já no segundo, pode-se ter contato com trabalhos em diversas linguagens  que, em geral, revelam a presença da repetição na produção de Basbaum, assim como a intenção e capacidade de seu trabalho revelar-se como mecanismo de comunicação e participação. “Era preciso construir algum tipo de contato direto com o espectador, encontrar outros modos de distribuição das formas artísticas em um mundo que se globalizava”, disse o artista para Marta Mestre em uma troca de e-mails.

Serviço
Corte-Contaminação-Contato, de Ricardo Basbaum
Galeria Jaqueline Martins
Rua Dr. Cesário Mota Júnior, 443
Até 22/7
www.galeriajaquelinemartins.com.br

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.