O ato de fazer

Guilherme Kujawski

Publicado em: 07/11/2014

Categoria: Da Hora, exposições e bienais

Paço das Artes inaugura exposição sobre o conceito de performatividade a partir do arquivo da instituição

Persona_body

Legenda: Capa do manual de instruções encartado no disco/jogo Persona/Som. Vinha acompanhado de um espelho especial que funde as imagens de duas pessoas, onde cada uma serve de máscara à outra, criando uma nova persona. O jogo foi criado durante a XII Bienal de Arte de São Paulo pelo artista plástico Roberto Campadello. A trilha sonora foi desenvolvida pelos futuros integrantes do Tutti-Frutti (também banda de apoio de Rita Lee) (foto e legenda de Marco Nalesso)

A exposição que abre amanhã, dia 8 de novembro, no Paço das Artes, na cidade de São Paulo, reacende um relevante debate no universo da arte contemporânea. Performatividade | Memória, como é titulada, alude à distinção entre arte performática e performatividade, uma “ampliação da noção de performance para diferentes contextos, meios e linguagens”, de acordo com um excerto de texto curatorial. Ao primeiro, inserem-se as ações que tiveram início com os happenings dos anos 1970. Ao segundo, grosso modo, tudo que se relaciona à chancela work in progress, à arte processual, e que-tais.

A mostra, resultado da residência do Grupo de Estudos Curatoriais, reforça a salutar operação de resgate de memória do Paço, seu maior “acervo”. Durante três meses de pesquisa, Ananda Carvalho, Christine Mello e Josy Panão mapearam, a partir do arquivo da instituição, elementos relativos ao conceito de performatividade. E chegaram a um projeto dividido em dois eixos: Ações Performativas, composto por trabalhos artísticos/curatoriais apresentados anteriormente no Paço por Cláudio Bueno, Daniela Mattos, Denise Agassi e Paula Garcia; e Ações Curatoriais, “um dispositivo de pesquisa em processo” sobre o trabalho Persona, do artista Roberto Campadello, considerada a primeira performance realizada no Paço, em 1976.

Serviço:

Abertura: 08/11, sábado, 15h às 18h com performance de Daniela Mattos e depoimentos de João Índio.

Visitação até 07/12: terças a sextas-feiras, 10h-19h e sábados, domingos e feriados, 11h-18h

Encontros Curadoria em Processo: 14 /11, sexta, 17h às 19: Josy Panão e João Índio; Christine Mello e familiares de Roberto Campadello || 05/12, sexta, 17h às 19: Ananda Carvalho e Marcos Moraes

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.