O tempo na fronteira

Instalação de Elisa Pessoa propõe reflexões sobre o tempo por meio de vídeos filmados na divisa entre Brasil e Uruguai

Ana Abril

Publicado em: 25/01/2017

Categoria: Da Hora, Destaque, Notícias Quentes

Vista da exposição Tempo de Duração, de Elisa Pessoa (Fotos: Daniela Dacorso)

Câmera no tripé, enquadramento escolhido e o tempo correndo até os limites técnicos permitidos pela 5D. Assim é retratada a cidade de Dom Pedrito, na fronteira entre Brasil e Uruguai, pela artista Elisa Pessoa. O protagonista, porém, é o tempo – não a cidade -, cuja presença é marcada com a discrição de uma folha caindo ou uma pessoa passando. Tempo de Duração é uma instalação composta por cinco projeções nas quais se aprecia a leveza de uma região rural, onde o boi espera a marcação no curral e o senhor faz pequenas pausas enquanto toma seu chimarrão.

Ganhadora do Rumos Itaú Cultural 2006 e do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2010 e 2015, esse último por Tempo de Duração, Elisa Pessoa faz um uso excepcional da câmera. Ao invés de controlar os cortes, movimentos e duração dos planos, Pessoa deixa que o aparelho determine o momento de encerramento da tomada, subvertendo assim seu uso. Dessa forma, os visitantes da mostra podem deixar para trás o agitado ritmo da cidade para assistir à pausa do tempo, que acontece na Galeria Mario Schenberg, da Fundação Nacional das Artes (Funarte) em São Paulo.

As diferentes projeções se encerram e, após um segundo de tela preta, são substituídas por outras. Portanto, acontecem diversas combinações de vídeos que influenciam na contemplação total da mostra. As imagens se relacionam entre elas e com aquelas que estão fora de quadro, quebrando as noções de tempo cronológico e transformando-as em tempo de experiência.

Exposição de Elisa Pessoa, na Funarte SP

Exposição de Elisa Pessoa, na Funarte SP

 

Serviço
Tempo de Duração, de Elisa Pessoa
Galeria Mario Schenberg, Complexo Cultural Funarte
Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos, São Paulo
Até 25/2
funarte.gov.br

Tags: , , , , , , , , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.