Obras de indígenas vandalizadas em exposição

30 obras de artistas indígenas foram depredadas na exposição M´Bai de Artes Plásticas no Centro Cultural Mestre Assis em Embu das Artes

Leandro Muniz
Obras depredadas na exposição M'Bai em Embu das Artes (Foto: Reprodução)

No dia 16/7, foram depredados durante a madrugada trabalhos de artistas indígenas expostos na mostra M’Bai, no Centro Cultural Mestre Assis em Embu das Artes. Não havia sinais de arrombamento nas portas do espaço e o alarme estava desativado. Motivações racistas estão entre as hipóteses para o ocorrido e ainda não se sabe quem foram os responsáveis pelo caso. 

A exposição, com curadoria de Margarith Foga, tinha como tema o ano Internacional das Línguas Indígenas e buscava resgatar as origens de Embu das Artes por meio da reunião de artistas indígenas e não indígenas. Os artistas decidiram manter as obras danificadas expostas, como forma de protesto, mas a administração municipal retirou os trabalhos da mostra. O artista Thiago de Carvalho compartilhou um post denunciando o ato de vandalismo e reclamando o direito pela sua obra que ficou retida pela instituição.

Obras depredadas na exposição M’Bai em Embu das Artes (Foto: Reprodução)

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.