Ópera no museu

O artista Peter Liversidge produz 20 peças musicais entoadas por 500 cantores no Turbine Hall da Tate Modern, em Londres

Felipe Stoffa

Publicado em: 17/06/2016

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

Ensaio de Peter Liversidge no Turbine Hall da Tate Modern (Foto: Tate Modern)

O Turbine Hall, espaço dedicado a projetos especiais de artistas comissionados pela Tate Modern, agora toma forma de sala musical. Trata-se da recente performance elaborada pelo britânico Peter Liversidge, que ocupará o espaço no dia 18 de junho (sábado), ele e mais 500 cantores. Como um maestro, o artista organiza seu novo coral e apresenta cerca de 20 composições, produzidas especialmente para o corredor da instituição. A performance é regida pela compositora Esmeralda Conde Ruiz e sua assistente Aine O Dowyer.

Inspirado pelas conversas com a equipe do museu, visitantes e moradores das áreas próximas, Liversidge compôs suas peças para que, entoadas simultaneamente pelos cantores convidados, ofereçam um ambiente imersivo em paisagem sonora. A obra também integra o calendário promovido em comemoração da inauguração do novo anexo da instituição.

A performance é reapresentada em formato reduzido, no dia 19/7 (domingo), com 50 cantores ocupando o quarto andar do anexo, a pirâmide projetada pela dupla de arquitetos Herzog & de Meuron.

Tags: , ,

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.