Paisagens do fim do mundo

Guilherme Kujawski

Publicado em: 18/02/2014

Categoria: Da Hora, exposições e bienais

Galeria TATO apresenta a primeira individual do argentino Pablo Saborido em São Paulo

Tato_body

Legenda: Imagens de Pablo Saborido revelam paisagens desnaturalizadas da Patagônia argentina

O fotógrafo argentino Pablo Saborido é conhecido aqui no Brasil em razão de seus editoriais de moda para revistas como TRIP, TPM, Serafina e outras. Mas é pouco conhecido aqui o seu trabalho fotográfico na esfera da arte. No período de 22 de fevereiro a 22 de março, a Galeria TATO recebe a exposição Paisagens Próximas do Fim do Mundo, uma série realizada em 2009 na região da Patagônia argentina, especificamente em locais modificados pela exploração de petróleo.

Além do óbvio comentário ecológico, nota-se no ensaio fotográfico a ausência de seres humanos, exatamente os que perpetram a alteração do cenário. Em tempos de catástrofes ecológicas tal categoria de registro fotográfico ganha força. Veja, por exemplo, a série compilada pela revista The Atlantic, com imagens de locais evacuados por razões naturais ou não. São zonas de acesso restrito ao redor de desastres nucleares, cidades arruinadas e bairros abandonados em razão da violência.

Saborido procura seguir o receituário. Faz um alerta e deixa claro as consequências nefastas da influência humana no funcionamento do planeta, a ponto de justificar a criação, da parte da comunidade científica, de uma nova era geológica: o antropoceno. Mas o que o fotógrafo argentino também procura demonstrar é a capacidade de auto-reconstrução da natureza devastada, no caso a região em torno da cidade de Comodoro Rivadavia, conhecida como a capital argentina do petróleo. É uma série potente, estranha, avassaladora.

Serviço:

Abertura: 22 de fevereiro de 2014, das 12h às 16h.

Período expositivo: 22/02/14 a 22/03/14

Local: Rua Mateus Grou, 576, Pinheiros, São Paulo, SP

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.