Picasso colecionador

Megaexposição no Instituto Tomie Ohtake apresenta um panorama de mais de 150 trabalhos do pintor

Felipe Stoffa

Publicado em: 19/05/2016

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

Pablo Picasso - La Patronne Faiseuse d’anges, Avec Trois Filles (Imagem: Musée Picasso-Paris)

Mais uma megaexposição no calendário da cidade paulista, a mostra Picasso: Mão Erudita, Olho Selvagem, traz ao público uma quantidade invejável de trabalhos selecionados do próprio acervo do artista, e que constituiu posteriormente o museu Picasso-Paris.

A exposição é assinada por Emilia Philippot, curadora do museu Picasso-Paris, e tem cerca de 153 peças da instituição, entre elas pinturas, gravuras, esculturas e até uma série de fotogramas inéditos, realizados em parceria com o fotógrafo francês André Villers.

Pablo Picasso - Deux Femmes Courant Sur La Plage (Imagem: Musée Picasso-Paris)

Pablo Picasso – Deux Femmes Courant Sur La Plage (Imagem: Musée Picasso-Paris)

O ineditismo da mostra não se dá apenas por ser a maior retrospectiva de Pablo Picasso já apresentada em território brasileiro, mas também pelo recorte proposto pela curadoria, ao delinear um perfil do pintor mais amplo do que até então já se conhece. “Escolhemos aproveitar o caráter específico da coleção para esboçar um retrato do artista que questiona sua relação com a criação, entre fabricação e concepção, implantação e pensamento, mão e olho”, destaca Philippot. O curioso é justamente o fato de que as obras em exposição formaram a coleção particular do próprio Picasso, algumas até mesmo compradas novamente pelo pintor depois de vendidas.

O recorte proposto consegue traçar um notável diálogo entre Picasso e seu próprio acervo: o artista como colecionador de si mesmo. Philippot complementa: “Esta ligação íntima e pessoal, que irriga toda a produção de Picasso, transparece de forma diferente de acordo com os vários períodos: retratos íntimos de sua mãe ou de seu primeiro filho, Paul; celebração apaixonada da sensualidade feminina de Maria-Thèrèse Walter; denúncias intransigentes dos males causados pelos conflitos contemporâneos, da Guerra Civil Espanhola ou da Ocupação da França pelas tropas alemãs”.

Pablo Picasso - Portrait d'homme (Imagem: Musée Picasso-Paris)

Pablo Picasso – Portrait d’homme (Imagem: Musée Picasso-Paris)

Para mostrar mais do universo do pintor, dois filmes foram incluídos na seleção. O primeiro, Guernica (1950), dirigido por Alain Resnais e Robert Hessens, revisita a obra de Picasso a partir da Guerra Civíl Espanhola, por um cenário imersivo em torno do conflito histórico e essa pintura emblemática. Já Le Mystère Picasso (1956), foi dirigido por Henri-Georges Clouzot e alimenta as curiosidades em torno de seu processo criativo. A mostra segue em cartaz em SP até agosto, quando será sediada pelo Paço Imperial, no Rio de Janeiro.

seLecT esteve presente na montagem da mostra nesta quinta-feira, dia 19 (Fotos da montagem: Paula Alzugaray)

seLecT esteve presente na montagem da mostra nesta quinta-feira, dia 19 (Fotos da montagem: Paula Alzugaray)

Serviço
Instituto Tomie Ohtake
Avenida Faria Lima, 201, Pinheiros, São Paulo
De 22 de maio a 14 de agosto
De terça-feira a domingo, das 11h às 20h
Tel.: (11) 2245 1900

Tags: , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.