Poder provisório

da Redação

Publicado em: 03/06/2014

Categoria: Da Hora, Debates

MAM promove debate sobre mostra fotográfica que mescla registros históricos e obras conceituais

Iran_body

Legenda: Ato Único III (2001), de Iran do Espírito Santo, capa da edição #17 da seLecT (foto: Marcelo Arruda / MAM)

No dia 15 de junho termina a mostra de fotografia Poder Provisório, com 86 obras do acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo. A proposta do curador Eder Chiodetto é repercutir várias instâncias da vida social e política, por meio de imagens documentais e obras conceituais. Uma das obras presentes é Ato Único III (2001), de Iran do Espírito Santo, escolhida como capa da edição #17 da revista seLecT.

É oportuno, então, o debate que acontece no próximo sábado, 7 de junho, sobre questões identificadas pela curadoria durante a organização da mostra, sendo uma delas a respeito de se considerar ou não fotografias de registro como obras de arte. O bate-papo conta com a participação do curador da exposição; do curador do MAM, Felipe Chaimovich; da professora e pesquisadora da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Ivana Bentes; e da pesquisadora do Departamento de Antropologia da Unicamp, Fabiana Bruno.

Além da conversa, o evento marca o lançamento do catálogo da exposição, que será distribuído gratuitamente a todos os participantes do debate, sendo depois colocado a venda na loja do MAM por R$32,00.

Serviço:

Debate e lançamento do catálogo da mostra Poder Provisório – Auditório do MAM

Data: 7 de junho (sábado)

Horário: 15h

Vagas: 220 (entrada franca)

Endereço: Parque do Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portão 3)

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.