Poética científica

Esculturas que unem arte, robótica e organismos vivos constituem nova individual de Ivan Henriques no Centro Municipal de Arte HO

Felipe Stoffa

Publicado em: 03/08/2016

Categoria: Da Hora, Notícias Quentes

Ivan Henriques - Pedalinho Ecológico (Foto: Divulgação)

Esculturas que unem arte, robótica e organismos vivos constituem os novos trabalhos do brasileiro radicado na Holanda, Ivan Henriques, que abre sua nova individual no Centro Municipal de Arte Helio Oiticica. A curadoria da mostra é assinada pelo próprio artista e a diretora do Centro, Izabela Pucu, e traz obras híbridas, produzidas em parceria com pesquisadores e cientistas brasileiros e europeus. A exposição Relandscape/Repaisagem, que também comemora os 20 anos de atividade do espaço, dá margem para se debater as diversas relações e possibilidades entre arte e ciência, a partir de obras como Pedalinho (2016), Protótipo para uma Biomáquina (2012), Máquina Simbiótica (2014) e Caravel (2016).

Ivan Henriques - Prototype for a New Bio-Machine (Foto: Divulgação)

Ivan Henriques – Prototype for a New Bio-Machine (Foto: Divulgação)

 

Quando o filósofo francês Paul Valery, no final do século 19, publicou seu ensaio sobre a obra e a vida de Leonardo da Vinci, uma grande inquietação do universo artístico foi retomada: qual a relação entre arte e ciência? Ou melhor, é possível operar através destes dois campos? O livro, que disseca a produção do famoso pintor renascentista, deixa claro que não havia para ele uma separação completa. Pelo contrário, nos mostra que, na verdade, Da Vinci direcionava o fazer artístico para o próprio espaço da ciência. Séculos depois, essa discussão ainda encontra terreno fértil e serve como matéria para inúmeros artistas que produzem a partir da robótica, biologia, medicina e muitos outros saberes.

Ivan Henriques nasceu no Rio de Janeiro, em 1978, mas vive na Holanda desde 2009. Considerado um artista transdisciplinar, sua obra parte do uso de inúmeras tecnologias científicas, até mesmo o de organismos vivos, já que sua produção pretende discutir a relação entre o ser humano e a própria tecnologia. Isso fica evidente na obra Pedalinho, por exemplo, uma escultura móvel flutuante que, a partir de um sistema desenvolvido especialmente para o trabalho, permite purificar a água quando pedalado. Essa obra pode ser manipulada pelo público quando for remanejada para a Lagoa Rodrigo de Freitas, que fica por uma semana no espaço.

Ivan Henriques - Symbiotic Machine (Foto: Lyndsey Housden)

Ivan Henriques – Symbiotic Machine (Foto: Lyndsey Housden)

 

O artista também coordena o grupo interdisciplinar Formas Híbridas, que atua em diversas universidades européias, além de ser diretor do programa de residência EME (Estúdio Móvel Experimental), função que ocupa desde 2008. Em sua trajetória, também estão incluídas várias premiações, como a bolsa de pesquisa recebida pela Fundação Mondrian, o prêmio New Face Award do 18º Japan Media Arts Festival, e também Menção Honrosa no Festival Ars Electronica de 2014. Para completar, atualmente se ocupa em torno do projeto SymSE (Symbiotic Machines for Space Exploration), na qual desenvolve máquinas para exploração espacial.

Ao operar através de diversos saberes, suas esculturas dão outro significado à natureza e ao espaço em que se encontram. “Se as máquinas tradicionalmente são desenhadas para extrair de forma eficiente os recursos naturais da paisagem, funcionando na lógica do aumento de produtividade e do esgotamento desses recursos, as máquinas construídas por Henriques invertem esse sentido, pois guardam na sua constituição uma função ecológica e são, ao mesmo tempo, atos simbólicos”, diz Izabela Pucu

Ivan Henriques - Pedalinho Ecológico (Foto: Divulgação)

Ivan Henriques – Pedalinho Ecológico (Foto: Divulgação)


Serviço

Relandscape/Repaisagem – Ivan Henriques
Centro Municipal de Arte Helio Oiticica
Rua Luís de Camões, 68, Centro, Rio de Janeiro
Até 21/10
Segunda, quarta e sexta-feira, das 14h às 20h; terça, quinta-feira, sábados e feriados, das 10h às 17h
Tel.: (21) 2232 4213

Tags: , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.