Projeto RESPIRAÇÃO comemora 15 anos

O coletivo carioca OPAVIVARÁ! apresenta instalação interativa inédita na casa-museu Eva Klabin

Paula Alzugaray
Panis Et Circenses (2019) do coletivo Opavivará (Foto: Mario Grisolli)

O projeto RESPIRAÇÃO, da Casa-Museu Eva Klabin, é um capítulo da história da arte contemporânea. Aos 15 anos, atinge uma marca de longevidade que o diferencia da maioria das iniciativas culturais no Brasil. O curador Marcio Doctors comemora com intervenção do OPAVIVARÁ! e fala sobre a vontade de instaurar uma residência para escritores.

seLecT: Nesses 15 anos de oxigenação da coleção, quais as surpresas? Algo escapou ao previsto e ao controle?
Marcio Doctors: Costumo brincar dizendo que o homem planeja e Deus ri. Acredito mesmo nisso. Sou sempre muito aberto às propostas dos artistas. Evidentemente que existem restrições. Afinal, estamos lidando com uma coleção e um museu que não são um cubo branco. E a desconstrução desse espaço museológico é o desafio curatorial mais fascinante. Certas ideias são inviáveis. É um jogo de negociação. E o que me impressiona são as soluções que os artistas encontram para ultrapassar as limitações. É a potência inventiva da arte. Alguns trabalham no fio da navalha, ou porque a obra ou o sentido da obra exigem. Mas uma coisa que me surpreendeu foi uma interpelação que tive numa conferência que fiz sobre o RESPIRAÇÃO no Museu Nacional de Belas Artes, quando me questionaram sobre a minha irresponsabilidade de permitir que na intervenção Estabilidade Provisória, do Chelpa Ferro, fosse colocado um vaso chinês se equilibrando no limite da quina da borda de uma papeleira inglesa, estilo Queen Anne, do século 18. A verdade desarmou a preocupação do especialista em conservação e restauro, respondi que era um vaso falso comprado na Rua da Alfandega. Foi uma gargalhada só…

Que territórios o RESPIRAÇÃO ainda tem por percorrer?
Esse é o grande desafio: como evitar que a proposta do RESPIRAÇÃO não perca fôlego. Só injetando mais oxigênio. Nos últimos dois anos, decidi radicalizar, passando a trabalhar com obras fechadas, como a de Krajcberg e Bispo do Rosário. Foi uma experiência fabulosa porque solicitou de mim uma prática radical de curadoria (de um quase-artista), já que os artistas não estavam vivos para fazer a intervenção. Note, o RESPIRAÇÃO não é só uma proposta de site-specific, como a maioria das pessoas pensam, é uma proposta de intervenção. Acho que o que ainda falta são intervenções de cineastas, fotógrafos e escritores. De alguém que trabalhe com arquivo também. Cheguei a desenvolver um projeto de residência de um mês para escritores e fotógrafos. Eu acho que seria incrível. Textos escritos a partir de uma experiência na casa, em dobradinha com fotógrafos. Os artistas trabalhariam à noite, enquanto a casa estivesse fechada para o público, e sairiam na manhã seguinte, quando o expediente começasse. O produto final seria um livro. Seria uma descoberta. Vale lembrar que Eva Klabin trocava o dia pela noite.

Márcio Doctors ao lado da instalação Insolitus (2016) de Regina Silveira (Foto: Cortesia Casa-Museu Eva Klabin)

 

Como é a intervenção do coletivo OPAVIVARÁ!?
É algo muito especial. Queria comemorar o RESPIRAÇÃO 15 ANOS, com muita festa e alegria, pela razão óbvia de ser um aniversário, mas também porque queria um artista que injetasse oxigênio novo não só na casa-museu, mas no RESPIRAÇÃO e que levantasse o astral da cidade. Tudo confluiu para o OPAVIVARÁ! Ele é irreverente, transgressor e tem excelente bom humor. São sérios, sem serem sisudos. É uma síntese do espírito carioca e do espírito oswaldiano: invenção e alegria. A alegria é a prova dos nove. Como para o OPA não existe festa sem comida, queriam porque queriam trazer comida para o interior da casa. Isso é impossível. É uma regra de ouro. A solução veio quando propuseram a criação de uma bolha, onde o ato de se alimentar seria musealizado. Da mesma maneira que a casa-museu é a musealização dos pertences de uma vida, eles propuseram musealizar o ato mesmo de viver: comer. Lembrando que o que infla uma bolha é o ar. Ela RESPIRA.

Serviço
RESPIRAÇÃO | 15 ANOS
OPAVIVARÁ!
Até 17/11
Casa-Museu
Eva Klabin
Av. Epitácio Pessoa,
2480 – Rio de Janeiro
evaklabin.org.br

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.