Randal Pompeu comenta criação de novo complexo cultural no Ceará

Projeto prevê a construção de um museu que abrigará a coleção da Fundação Edson Queiroz e um teatro, ao lado da Unifor

Leandro Muniz
No início era o verbo e no fim o mundo sem fim (2019) de Julia Debasse em exposição na Fundação Edson Queiroz (Foto: Ares Soares)

Vice-reitor de extensão e professor do programa de mestrado e doutorado em administração da Universidade de Fortaleza, Randal Martins Pompeu comenta sobre a relação entre a Universidade e sua importância na cultura local e sobre a construção do novo museu que passará a abrigar a coleção da Fundação Edson Queiroz. 

O professor Randal Pompeu (Foto: Ares Soares)

Como será o novo museu que abrigará a coleção da Fundação Edson Queiroz, ao lado do campus da UniFor?
Existe o projeto de construir um Complexo Cultural no antigo terreno que abrigava o Centro de Convenções de Fortaleza, recentemente devolvido à Fundação Edson Queiroz. O Complexo Cultural deverá contar com museu e teatro, onde acontecerão exposições temporárias e permanentes, bem como montagens teatrais, musicais e de dança de grande porte.

Qual é o objetivo da construção desse novo projeto e como será estruturada a programação?
A construção desse Complexo Cultural tem o objetivo de ampliar a atuação da Fundação Edson Queiroz na seara das artes, por meio de um equipamento compatível com a grandeza de seu acervo, das exposições que realiza e de seus demais projetos culturais. Além das artes visuais, tal atuação contempla projetos em áreas como teatro, música, dança e literatura. Entre eles, destacam-se: os Grupos de Arte, a Biblioteca de Acervos Especiais, a Cordelteca, o Acervo Rachel de Queiroz, etc. Por se tratar de uma instituição educacional, a Fundação Edson Queiroz, mantenedora da Universidade de Fortaleza, tem a missão de promover o conhecimento por meio da arte, tendo como público prioritário, além de nossa comunidade acadêmica, crianças e adolescentes, mediante um trabalho de formação de público. Ademais, acredita-se que a instalação do Complexo Cultural contribuirá para o desenvolvimento do Estado do Ceará como um todo, uma vez que o acesso às manifestações artísticas fortalece a cultura de um povo, além de fomentar o turismo na região. A programação continuará sendo estruturada de acordo com esses valores, conforme aprovação do conselho curador.

Pensando sobre as políticas de aquisição, há um projeto de continuar a ampliação do acervo, após o falecimento de Airton Queiroz?
Entende-se que a atual configuração do acervo atingiu certa maturidade e o foco agora é incrementar os cuidados com a conservação e a catalogação desse acervo, a exemplo da recente publicação do Catálogo Geral da Coleção Fundação Edson Queiroz, que apresenta e detalha informações sobre as obras.

Como funcionam as políticas de formação e ensino da Fundação? Não há um curso de arte, mas há uma coleção e uma programação intensa. De que maneira são formados os trabalhadores que atuam no campo da cultura da instituição e como essa formação é repassada para o grande público?
A Fundação Edson Queiroz oferece capacitações por meio de palestras e cursos de curta duração, destinados à comunidade acadêmica e ao público externo, ministrados sobretudo pelos curadores das exposições em cartaz. Além disso, os Grupos de Arte mantidos pela Fundação Edson Queiroz também se destinam ao aprimoramento artístico de seus membros. E vale destacar os cursos de formação em música erudita oferecidos pelo Festival Eleazar de Carvalho a crianças e adolescentes que acontece na Unifor todo ano, desde 2005, durante o mês de julho. 

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.