Redes de curadoria

Giselle Beiguelman

Publicado em: 20/02/2015

Categoria: Da Hora

Plataformas como a Artsy, que aponta Pablo León de La Barra e Adriano Pedrosa entre os curadores “para se prestar atenção em 2015”, e centros de ensino especializado, como o Node, de Berlim, convivem na internet com espaços de reflexão sobre a curadoria de arte digital

Redes_curadores_body1

Legenda: Mexicano e residente em NY em 2014, onde trabalhou como curador do projeto Guggenheim UBS Map, Pablo León de la Barra entrou no radar da Artsy pela repercussão de sua curadoria Under the Same Sun: Art from Latin America Today, realizada no Guggenheim NY (que virá ao MAM-SP em abril) e por assumir a direção da Casa França Brasil, neste começo de ano (foto: Cortesia Quien Magazine México)

Durante um bom tempo, as discussões mais interessantes sobre curadoria na internet diziam respeito às particularidades da curadoria de arte online. Hoje, na era do Big Data, elas envolvem processos que vão de algoritmos curadores a plataformas de discussão e até cursos de especialização a distância. 

Espaços de trabalho, de desenvolvimento criativo e ação crítica culminam em redes complexas, como a Artsy, que se tornam modelos do que se chama de “curadoria de informação”. Ela opera pela combinação de recursos programados para pensar de acordo com o perfil de seus utilizadores com conteúdos editorialmente sofisticados. É lá, aliás, na área editorial, que saiu a lista dos 10 curadores mais promissores em 2015. Dois deles são figuras-chave no cenário brasileiro atual: Pablo León de La Barra, curador da Casa França Brasil e o diretor artístico do Masp, Adriano Pedrosa. Apesar de essa lista em particular, pouco se vai encontrar sobre o assunto curadoria em si na Artsy. Não faltam, contudo, excelentes sites na internet relacionados ao tema. Seguem os nossos favoritos:

Independent Curators International

Um hub que congrega curadores estabelecidos e em início de carreira. Atuante desde 1975, muito antes do hype da internet e da curadoria, promove cursos, exposições e workshops. Além de informações detalhadas sobre os programas, o site traz boas apresentações dos projetos curatoriais desenvolvidos pelos alunos.

Curators Network
Plataforma mantida com recursos de uma bolsa de fomento da Comunidade Europeia, tem como um de seus objetivos principais promover o contato entre os artistas, as instituições e outros profissionais da área. Outro objetivo relevante é mapear e dar visibilidade aos clusters de agentes culturais disponíveis em um mesmo lugar, que, de outra forma, permaneceriam ocultos.

Redes_curadores_body2

Legenda: Adriano Pedrosa é destacado pela Artsy por ter assumido a direção artística do Masp, por ter curado duas mostras de grande porte paralelas à última Bienal de São Paulo (na verdade, foram quatro: Rivane Neueshwander no MAM-SP, Histórias Mestiças no ITO, Leonilson na Pinacoteca de São Paulo e Arte Vida no Rio) e por figurar na lista dos Power 100 da Art Review (foto: Cortesia Masp)

Curediting Translational Online Work

Número excelente da sempre ótima revista Vague Terrain. Inteiramente dedicada aos modelos de curadoria não-tradicionais. Curador-editor, curador-performer, o rádio versus o vídeo e o lugar da net arte são alguns dos assuntos abordados.

Kunst Haal Aarhus

Traz um generoso conjunto de textos de professores do curso de curadoria da Universidade de Aarhus e uma boa bibliografia sobre o tema. Um glossário especializado está em desenvolvimento com termos importantes para a pesquisa e a prática curatorial.

Curating Imateriality

Um dos melhores livros sobre curadoria de meios digitais. Com ênfase na curadoria de net arte, foi organizado pela pesquisadora Joasia Krysa, do coletivo Kurator, que também mantém o Kunst Haal Aahrus. Está disponível para download grátis juntamente com outros volumes da coleção Data Browser, do mesmo coletivo, publicados pela prestigiosa editora Autonomedia (Brooklyn, Nova York).

New Media Curating

Parada obrigatória para qualquer um que queira uma discussão mais aprofundada sobre artemídia em uma perspectiva crítica e pouco afinada com as euforias mercadológicas. Promove debates e seminário em universidades, especialmente no Reino Unido, e mantém uma mailing list regular há dez anos ativa na web

Node Center for Curatorial Studies

Organização alemã que oferece cursos online especializados em aspectos críticos e práticos do processo curatorial. Contempla desde cursos sobre procedimentos jurídicos implicados em empréstimos de obras e design expositivo até estudos críticos. Traz também um bom canal de vídeo e inscrições para programas de residência para futuros curadores em Berlim. A maioria dos cursos online é ministrada em inglês, mas há também em espanhol.

*Pesquisa publicada originalmente na edição #22

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.