Restauro em inglês

Fundação Bienal de São Paulo une-se à Serpentine Galleries para apresentar em Londres nova vertente da obra Restauro de Jorge Menna Barreto

Luana Fortes
Jorge Menna Barreto pesquisa em jardim de Londres para nova vertente de Restauro (Fotos: Divulgação)

A obra de Jorge Menna Barreto que movimentou a 32ª Bienal de São Paulo e venceu o 1º Prêmio seLecT de Arte e Educação na categoria artista movimenta terras inglesas agora. O artista foi convidado pela Serpentine Galleries a criar uma nova vertente do projeto Restauro especialmente para Londres, em parceria com a Fundação Bienal.

Na 32ª, o trabalho funcionou como um restaurante-obra com um cardápio 100% à base de plantas. Além de ter envolvido uma grande rede de agrofloresteiros e produtores orgânicos, o espaço recebeu quase um milhão de pessoas em apenas três meses. A ação desafiou o que se pensa hoje sobre alimentação e articulou um complexo programa de educação e escultura ambiental. (Saiba mais em portfólio da #seLecT33).

Milhos da fazenda Nash Nurseries

 

Mas para realizar o trabalho em Londres, as matérias são outras. Por isso, o artista passou o mês de agosto pesquisando métodos sustentáveis de uso da terra para agricultura a partir de características locais. Entrou em contato com chefs e produtores locais e mapeou plantas comestíveis em parques e jardins. Como resultado, chegou ao novo projeto Londelion, baseado em Restauro.

Diante dessa experiência, Menna Barreto apresenta programação especial no Pavilhão da Serpentine Galleries em 30/9, das 14h às 17h. Lá, os participantes tem a chance de experimentar um sorvete de dente de leão, receita criada a partir da planta que cresce espontaneamente no Hyde Park. Depois, acontece uma conversa com o artista, uma caminhada sobre plantas selvagens comestíveis do Wild Food Forage e um workshop de desenho desses comestíveis selvagens.

Serviço
Londelion
Pavilhão da Serpentine Galleries
Hyde Park – Londres
30/9, das 14h às 17h
serpentinegalleries.org

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.