Robôs do passado

Nina Gazire

Publicado em: 19/04/2012

Categoria: cultura livre, Selects

Lista com 10 robôs que fizeram história na cultura pop, mas foram ultrapassados por versões modernas

Capek_play

Legenda: Cena da peça R.U.R.- Rossum’s Universal Robots, de 1920

Há exatos 92 anos, o escritor checo Karel Čapek usava pela primeira vez na história a palavra robô para denominar as criaturas autônomas artificiais presentes na sua peça de teatro, R.U.R. – Rossum’s Universal Robots. O termo robô tem origem na palavra checa robota que em português significa aproximadamente “trabalhador independente”, apesar de sua etimologia original estar mais ligada ao aspecto maquínico.

A obra de Čapek se passa em uma fábrica que faz as pessoas artificiais, feitos com matéria orgânica e sintética, chamadas de “robôs”. Ao contrário do uso moderno do termo, estas criaturas estão mais próximos da idéia de andróides ou clones, já que podem ser confundidos com os seres humanos e pensar por si mesmos. No fim, cansados de trabalhar para os seres humanos, eles se rebelam levando à extinção da raça humana. A trama do autor foi posteriormente repetida e reinterpretada a exaustão em inúmeras produções da literatura e no cinema, vide o filme Matrix, de 1999.

Porém, antes do termo robô se popularizar, o conceito já havia sido trabalhado por outros autores como com o Frankstein de Mary Shelley, de 1818, o Homem de Areia de E. T. A. Hoffmann, de 1815, e até mesmo na cultura popular judaica, com o Golem, a criatura de barro comandada à distância pelo rabino. Na seção select de hoje relembre alguns “robotas” antológicos e esquecidos da cultura pop:

Talos

Um gigante artificial de bronze que vigiava a ilha de Creta, segundo a mitologia grega. Ele lançava pedras contra as naus que se aproximassem para que não chegassem a acostar. O seu ponto fraco consistia numa veia protegida por uma cavilha, no fundo da perna. Ficou famoso na versão para o cinema do mito Jasão e os Argonautas, dirigida por Ray Harryhausen

http://www.youtube.com/watch?v=Q17dl_aUNf4

Golem

Na Praga do século 16, um rabino judeu cria uma criatura gigante de barro, chamada de Golem. Segundo a lenda, usando a feitiçaria, a criatura foi trazida à vida a fim de proteger os judeus checos, vítimas de perseguição. Futuramente o mito inspiraria Karel Čapek a escrever a peça teatral R.U.R

http://www.youtube.com/watch?v=NMKduTgxLiM

Maria/Futura

É uma ginóide robótica, interpretada por Brigitte Helm no clássico do expressionismo alemão Metropólis, do diretor alemão Fritz Lang.

Dummy 

Dummy é o personagem interpretado pelo ator Ben Turpin em 1917 no filme The Clever Dummy. Um boneco abobalhado que engana as pessoas se fazendo passar por uma pessoa real.

http://www.youtube.com/watch?v=brFazG1jmFc

Robot John

Robô que acompanha a equipe de expedição do filme Viagem ao Planeta Pré-Histórico (1965) e Viagem ao Planeta das Mulheres Pré-Históricas (1968), ambas versões re-filmadas do filme russo Planeta Bur.

http://www.youtube.com/watch?v=Q17dl_aUNf4

Bubo

Corujinha mecânica enviada por Atena na versão original de Fúria de Titãs, também dirigido por Ray Harryhausen, em 1980.

Ro-man

Robot Monster é considerado um dos 50 piores filmes da hitória do cinema. O monstro, um robô que mais parece um mergulhador vestido com um escafandro, justifica o título.

Mechagodzilla

A versão robô do Godzilla. Sem mais.

Marvin, o androide paranoide

Um robô que sofre de depressão e só reclama é o que você encontra na série O guia do mochileiro das galáxias, de Douglas Adams.

http://www.youtube.com/watch?v=iZgTTf8B_gY

Super Vicky

Quem cresceu durante os anos 1980 não se esquece jamais da voz monocórdica e entediante dessa garotinha robô.

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.