Sapatos mágicos

da Redação

Publicado em: 25/02/2012

Categoria: cinema, Da Hora

Campanha pela aquisição dos sapatos de Dorothy foi liderada por Leonardo DiCaprio e Steven Spielberg

Dorothy_shoes

Que Louboutin que nada. Eles estão muito além do fetiche de um Manolo Blahnik e de todas as marcas famosas de sapatos. Aliás, nem marca eles tem. Marca é algo absolutamente dispensável nos sapatos mais famosos da história do cinema. Aqueles, vermelhos, que a menina Dorothy, na pele da atriz Judy Garland, usou no filme O Mágico de Oz para percorrer a estrada de tijolos amarelos. No roteiro, eles eram de rubi. Na realidade, eles foram recobertos de rubras e brilhantes lantejoulas.

Esses sapatos frequentam a história do cinema e a memória de milhares de pessoas ao redor do mundo há sete décadas. Agora, passaram também a integrar o acervo de objetos de cena da Academia de Artes e Ciências do Cinema (The Academy of Motion Pictures and Sciences) de Los Angeles (Califórnia, EUA), a partir de uma campanha de arrecadação de fundos liderada pelo ator Leonardo DiCaprio e pelo diretor Steven Spielberg.

O par é o mais bem conservado do conjunto de quatro pares confeccionados para o filme, realizado em 1939. Ficaram estocados na Metro Goldwyn Mayer durante três décadas e só foram redescobertos em 1970, pelo cenógrafo Kent Warner, enquanto preparava os itens para um leilão de roupas, cartazes e memorabilia da MGM. Um dos pares foi adquirido nessa leilão e doado anonimamente para o acervo do Museu Smithsonian (Washington), em 1979.

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.