A saudade pelas lentes

Mostra fotográfica do Itaú Cultural, com cliques de artistas como Evandro Teixera, Irene Almeida e Luiz Braga, chega ao Dragão do Mar

Ana Abril

Publicado em: 16/01/2017

Categoria: Da Hora, Destaque

Leila Diniz, na Praça General Osório (RJ), fotografada por Evandro Teixeira (Fotos: Divulgação)

A atriz Leila Diniz está sentada em um banquinho diante de uma enorme câmera fotográfica dos anos 1970. Com um vestido longo, mão direita sobre o colo e mão esquerda sobre a cadeira, Leila sorri em direção contrária à lente fotográfica. Nesse exato momento, outra câmera dispara: é o clique do fotojornalista Evandro Teixera. Essa imagem, junto com outras 122, ocupam o subsolo do Museu de Arte Contemporânea do Ceará – Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza (CE). A imagem compõe a mostra do Itaú Cultural A Arte da Lembrança – A Saudade da Fotografia Brasileira, em cartaz até 26/3.

A saudade é o fio condutor das imagens selecionadas, que abrangem um período de 80 anos. Também levou tempo, uma década para ser exato, a pesquisa que antecipa o nascimento da exposição, realizada por Diógenes Moura, curador da mostra, e Samuel de Jesus. A busca pelas imagens almejadas levou os pesquisadores a acervos particulares e instituições públicas de todo o País, onde eles conseguiram reunir cópias de época e raridades em pigmento mineral sobre papel algodão.

  • Parque 13 de Maio Recife (1960), de Alcir Lacerda
  • Fotografia de Gilvan Barreto
  • Cristaleira do Hotel Farol Ilha de Mosqueiro-PA, (2007), de Luiz Braga
  • Sombras (2014), de Irene Almeida
  • Livro, Hotel Sol Fortaleza-CE (2011), de Márcio Távora
  • Série Brasília, Retrato (1960), de Alberto Ferreira
  • Clique de Paula Sampaio

O mar, a construção de Brasília, os rostos anônimos, objetos vazios, a ausência e a morte humana e material, entre outros temas, se fazem presentes nas fotografias coloridas e em P&B de 36 artistas brasileiros, ou residentes no País. Alcir Lacerda, Gilvan Barreto, Luiz Braga, Irene Almeida, Márcio Távora, Alberto Ferreira, Paula Sampaio e Tiago Santana são alguns dos nomes que participam da exposição, que já passou por São Paulo, Belém e Salvador.

Deixando de lado às pesadas câmeras dos anos 1960, a exposição também apresenta as videoprojeções Vazio (2012), realizada por Alberto Bittar, e Sonoro Diamante Negro (2014), de Suely Nascimento. Algumas fotografias do movimento modernista brasileiro, nos anos 1940, de German Lorca, José Oiticica Filho, Ademar Manarini e José Yalenti, entre outros, também são exibidas no formato de video-projeção.

Em 16/1 (segunda-feira), às 19h, o curador conta como foi o processo de pesquisa, no auditório do Porto Iracema das Artes. O fotógrafo Tiago Santana também participa da conversa com o público falando sobre suas imagens, com forte ligação religiosa.

Fotografia de Adenor Gondim

Fotografia de Adenor Gondim

 

Serviço
A Arte da Lembrança – A Saudade na Fotografia Brasileira
Museu de Arte Contemporânea do Ceará – Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Rua Dragão do Mar, 81. Praia de Iracema – Fortaleza – CE
De 18/1 até 26/3
dragaodomar.org.br

Debate
Um Processo Curatorial: Fotografia, Literatura e Existência
Com Diógenes Moura e Tiago Santana
Porto Iracema das Artes – Auditório
Rua Dragão do Mar, 160. Praia de Iracema – Fortaleza
Dia 16/1 (segunda-feira), às 19h

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.