seLecTs

Agenda da semana (6/3/18)

Da redação
Velório da Noiva (1974), de Maria Auxiliadora (Foto: Eduardo Ortega)

SÃO PAULO
Vida cotidiana, pintura e resistência
Maria Auxiliadora, de 10/3 a 10/6, Masp, Av. Paulista, 1.578 | masp.org.br
Dando início à programação de 2018, dedicada a histórias afro-atlânticas, o Masp recebe grande exposição da artista autodidata Maria Auxiliadora. Na contracorrente do que normalmente se afirma sobre a sua produção, a mostra pretende desviar de rótulos como arte popular, primitiva, naïf ou afro-brasileira. Os curadores Adriano Pedrosa e Fernando Oliva optaram por dividir as obras de acordo com os temas mais habituais de Auxiliadora, que incluem manifestações populares e candomblé, umbanda e orixás. Entre os 82 trabalhos expostos, destaca-se o protagonismo do negro, a renúncia pelo uso tradicional da perspectiva e o efeito de alto-relevo. A artista misturava tinta a óleo e massa plástica com mechas do próprio cabelo. Além da exposição, o Masp organiza um catálogo com ensaios inéditos, textos históricos e uma nota biográfica. A publicação é o mais completo livro já lançado sobre Maria Auxiliadora.

Onde É Dia Veja-se Noite, de Felipe Braga (Foto: Cortesia do Artista)

PORTO ALEGRE
Unânime Noite – Volume 3
De 10/3 a 6/5, Fundação Iberê Camargo, Av. Padre Cacique, 2000 | iberecamargo.org.br
Com estrutura de romance, a coletiva Unânime Noite – Volume 3 parte do texto You Know, do artista lituano Raimundas Malašauskas, e convida artistas a continuarem sua história. O papel de narrador é exercido pelo curador Bernardo José de Souza e entre os artistas estão Bas Jan Ader, Cinthia Marcelle, Elida Tessler, Marilá Dardot e Regina Silveira. A exposição busca questionar os limites da linguagem e a autoria. Os volumes 1 e 2 da mostra aconteceram respectivamente na Bolsa de Arte, em São Paulo em 2015, e no Centro de Arte Contemporânea de Nilnius, na Lituânia em 2016. A exposição ainda conta com programação paralela gratuita como noite de cabaré, sarau literário e sessões de cinema.

A fotografia Bad Behavior retrata a modelo Luma Grothe no Rio de Janeiro em 2014 (Foto: Ellen von Unwerth)

SÃO PAULO
Divas
Ellen von Unwerth, de 9/3 a 20/4, Galeria Mario Cohen, Rua Joaquim Antunes, 177, cj 12 | galeriamariocohen.com.br
A fotógrafa alemã Ellen von Unwerth apresenta exposição individual pela primeira vez no Brasil na Galeria Mario Cohen. A mostra tem curadoria de Nadine Barth e do próprio galerista Mario Cohen. São exibidas 30 obras da artista, bastante influenciada pelo universo da moda, entre as quais estão retratos de personalidades como Gisele Bündchen, Kate Moss e Naomi Campbell.

Obra de Anna Bella Geiger (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Gavetas de Memórias
Anna Bella Geiger, de 13/3 a 13/5, Caixa Cultural São Paulo, Praça da Sé, 111 | caixacultural.com.br
Individual de Anna Bella Geiger traz obras que tem a cartografia como temática. Nos últimos 25 anos, a artista realizou mapas com cera de abelha inseridos em gavetas. A exposição traz 12 desses trabalhos, além de gravuras relacionadas ao assunto e um vídeo que documenta seu processo criativo.

Bilros (2017), feito com mármore carrara e tecido, de Jaildo Marinho (Foto: Divulgação)

FORTALEZA
Origens
Jaildo Marinho, até 13/4, Galeria Multiarte, Rua Barbosa de Freitas, 1727 | galeriamultiarte.com.br
O artista pernambucano radicado em Paris Jaildo Marinho resgata suas origens nordestinas em individual na Galeria Multiarte. A exposição tem curadoria de Max Perlingeiro e apresenta 24 obras, entre instalações, esculturas e pinturas. Um catálogo bilíngue, português-francês, acompanha a mostra.

Fotografia Terra (2010), de Fábio Stachi

SÃO PAULO
Teoria dos Conjuntos
De 10/3 a 6/4, Galeria Base, Av. 9 de Julho, 5593/11 | galeriabase.com
O princípio matemático teoria dos conjuntos, desenvolvido em 1870 pelo russo Georg Cantor, é o ponto de partida para exposição coletiva. Com curadoria de Daniel Maranhão e Fernando Ferreira de Araújo, a mostra reúne 18 trabalhos dos artistas Fábio Stachi, José Cláudio, Lucas Länder, Márcio Almeida e Marco Ribeiro.

S/ Título (1991), de Jeanete Musatti (Foto: Cortesia Galeria Bolsa de Arte)

SÃO PAULO
S/ Título
Jeanete Musatti, até 21/4, Galeria Bolsa de Arte, Rua Mourato Coelho, 790 | bolsadearte.com.br
Jeanete Musatti exibe 50 trabalhos em individual depois de passar 10 anos sem expor. Com curadoria de Ricardo Resende, a exposição reúne obras de diferentes momentos da carreira da artista e oferece panorama sobre sua produção. “Os trabalhos que dão corpo à obra da artista constituem uma forma de enxergar a totalidade das coisas de uma ótica que coloca o humano em escala menor, diante da imensidão do mundo e da nossa noção do infinito”, afirma o curador.

Cadeira 3 pés (1947) de Joaquim Tenreiro (Foto: Cortesia Galeria Passado Composto)

LISBOA
Tanto Mar – Fluxos Transatlânticos do Design
De 10/3 a 15/7, Palácio dos Condes da Calheta, Rua General João de Almeida, 15 | mude.pt
Com curadoria de Bárbara Coutinho e Adélia Borges, exposição investiga fluxos de peças de design entre Brasil e Portugal. A mostra busca problematizar os cruzamentos de identidade entre cada país, que muitas vezes perpassam países africanos.

Histórias Curtas (Natureza Viva), 2016, de Laura Belém (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
O Lugar do Centro
De 12/3 a 20/4, Central Galeria, Rua Bento Freitas, 306 | centralgaleria.com
A coletiva inaugura novo espaço da Central Galeria, que agora ocupa o antigo prédio do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), no centro de São Paulo. Com curadoria do artista Artur Lescher, a exposição discorre sobre possíveis significados da palavra centro. Participam da mostra 12 artistas, como Laura Belém, Nelson Felix, Carmela Gross e Rodrigo Sassi.

Vitrine_Algodão #7 (2017), pintura de Tatiana Blass (Foto: Divulgação)

BELO HORIZONTE
Vitrine_Algodão: Boneco Sem Descanso
Tatiana Blass, até 7/4, Celma Albuquerque Galeria de Arte, Rua Antonio de Albuquerque, 885 | galeriaca.com
Tatiana Blass expõe vinte trabalhos inéditos na individual Vitrine_Algodão: Boneco Sem Descanso. A exposição contem pinturas, vídeos e duas intervenções no espaço da galeria Celma Albuquerque. A pesquisa de Blass muitas vezes transita por outras áreas como o teatro, a música e a literatura.

A Gente Se Vê Por Aqui, criado e dirigido por Nuno Ramos (Foto: Pingo Alabarce)

SÃO PAULO
A Gente Se Vê Por Aqui
11/3 a 12/3, Teatro Galpão do Folias, Rua Ana Cintra, 213 | mitsp.org
Durante 24h, dois performers mimetizam e reinterpretam a programação da Rede Globo no espetáculo A Gente Se Vê Por Aqui. A performance integra a programação da 5ª Mostra Internacional de Teatro de São Paulo e foi criada e dirigida pelo artista Nuno Ramos. Ingressos poderão ser retirados a partir de 1h antes do início da apresentação e ao longo de toda a sua duração. A entrada é gratuita e o espaço está sujeito à lotação

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.