seLecTs

Dicas da semana (8/12) selecionadas pela redação

Ana Beatriz Scudeler
Pintura de Acelino Sales Tui, da Aldeia Bom Jesus, no Rio Jordão (Foto: Pepe Schettino)

SÃO PAULO
Una Shubu Hiwea – Livro Escola Viva do Povo Huni Kuin do Rio Jordão
Até 13/2/2018, Itaú Cultural, Av. Paulista, 149| itaucultural.org.br
Itaú Cultural encerra sua programação deste ano com uma mostra que reverencia a cultura do povo Huni Kuin. Participam da curadoria coletiva o artista Ernesto Neto, a editora Anna Dantes, a equipe do Itaú Cultural e representantes Huni Kuin. A mostra conta um pouco sobre seus costumes e tradições por meio de pinturas, desenhos, livros, artesanatos e fotografias, apresentando inclusive pesquisas de pajés. O título da exposição, por exemplo, faz referência ao projeto educativo do pajé Dua Buse que acontece em 35 aldeias.

Toyota e o Espaço Cósmico, 1979 (Foto: Gianni Toyota)

RIO DE JANEIRO
TOYOTA – O Ritmo do Espaço
De 9/12 a 18/2/2018, Mam Rio, Av. Infante Dom Henrique, 85 | mamrio.org.br
A exposição destaca a trajetória do artista japonês Toyota e ressalta o progresso e sucesso de seu trabalho. Para montá-la, o MAM Rio recebeu cerca de oitenta obras pertencentes a diversas instituições e coleções particulares. Com curadoria de Denise Mattar, TOYOTA – O Ritmo do Espaço confirma o equilíbrio mecânico das criações do artista.

Poster da mostra Circulação (Foto: Divulgação)

PORTO ALEGRE
Circulação
Até 28/1/2018, Galeria Ecarta, Av. João Pessoa, 943 | ecarta.org.br
Com curadoria do próprio diretor da Galeria Ecarta, Circulação apresenta jovens artistas que investigam o conceito de circulação. A coletiva reúne trabalhos de Luan Dresch, Marina Borges, Miguel Soll, Sofia Nóbrega e do projeto 024. Paralelo a ela acontece um encontro com o coletivo TATTOSESh, que entende a tatuagem como ato performático e pretende tornar o acesso a ela mais facilitado. O evento acontece em 16/12, às 16h e tem entrada franca.

Trabalho de Marcelo Silveira exibido no 35º Panorama de Arte Brasileira Contemporânea (Foto: Laysa Elias)

SÃO PAULO
Seminário Revisitando o Pop/Flipping Pop
8/12 e 9/12, MAM SP, Av. Pedro Álvares Cabral, portão 3 | mam.org.br
MAM apresenta seminário internacional que busca revisitar e comparar duas importantes exposições dos anos de 1967, a IX Bienal de São Paulo e a mostra Nova Objetividade. Coordenado por Luiz Camillo Osorio, curador do 35º Panorama da Arte Brasileira Contemporânea, em cartaz no museu até 17/12, o evento expande as análises predominantes da pop art para além do eixo Nova York – Londres por meio de novas leituras críticas, lugares e perspectivas de fala. Com palestrantes nacionais e internacionais, as mesas dividem-se entre os temas Re-Leituras do Pop e das Vanguardas dos Anos 60, (Tropi) Camp e, por fim, Do Museu Para a Rua/Da Rua Para o Museu.

Pintura de Rodrigo Andrade (Foto: Edouard Fraipont)

SÃO PAULO
Rodrigo Andrade: Pintura e Matéria (1983-2014)
Até 12/3/2018, Pina Estação, Largo General Osório, 66 | pinacoteca.org.br
Curada por Taisa Palhares, Pina Estação recebe a maior exposição já feita de Rodrigo Andrade. Com mais de 100 trabalhos, entre eles um feito exclusivamente para exposição, a mostra faz uma retrospectiva da carreira do artista desde 1983 até os últimos cinco anos de sua produção. Além disso, será publicado um catálogo no qual a curadora apresenta ensaio acompanhado de texto de Michael Asbury, autor convidado.

Pedro Varella sobre cobertura do MAC Niterói (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
De Onde Não Se Vê Quando Se Está
Pedro Varella, de 10/12 a 23/12, MAC Niterói, Mirante da Boa Viagem | culturaniteroi.com.br/macniteroi
Abre no MAC Niterói o projeto de Pedro Varella contemplado pelo III Prêmio Reynaldo Roels Jr., que promove experiências de arte fora de lugares convencionais, em parceria com a EAV Parque Lage. Intitulada De Onde Não se Vê Quando Se Está, a instalação foi realizada com colaboração do grupo de arquitetos gru.a e ocupa, pela primeira vez na história do museu, a cobertura de seu edifício.

Falsa Cor (2017), de Ana Muniz (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Zona Abissal
Até 9/3/2018, Espaço das Artes da ECA-USP, Rua da Praça do Relógio, 160 | www3.eca.usp.br
Como resultado de pesquisas desenvolvidas durante a graduação do curso de artes visuais da ECA-USP, 16 artistas apresentam trabalhos na exposição Zona Abissal. A mostra conta com obras em diferentes linguagens, técnicas e suportes, sob a coordenação dos professores e artistas Dora Longo Bahia e Mario Ramiro.

RIO DE JANEIRO
Conversando Sobre Bispo do Rosário
Conversa com Geraldo Vilaseca, 9/12, Museu Eva Kablin, Av. Epitácio Pessoa, 2480 | evaklabin.org.br
Em mais uma edição do Conversando Sobre Bispo do Rosário, Museu Eva Klabin recebe Geraldo Vilaseca em um bate papo sobre montagens de exposições. Mediada pelo curador Marcio Doctors, a conversa tem como título A Arte da Montagem e A Montagem da Arte e tem início às 16h30. Antes disso, às 14h, acontece a exibição do filme O Prisioneiro da Passagem, de Hugo Denizart, e às 15h30 uma visita guiada à exposição Flutuações. O evento é gratuito. Basta chegar às 14h, quando serão distribuídas senhas.

Sem Título, de Eduardo Sued (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
Eduardo Sued
Até 20/1/2018, Mul.ti.plo Espaço Arte, Rua Dias Ferreira, 206 | multiploespacoarte.com.br
Eduardo Sued mostra a vitalidade de seus quase 93 anos e apresenta individual com 18 obras. Entre pinturas, objetos e um múltiplo, os trabalhos abrem espaço para as cores cinza e preto, deixando um pouco de lado os tons habituais usados por Sued. Na ocasião, a Mul.ti.plo Espaço Arte celebra sete anos de existência com individual do primeiro artista a expor em seu espaço.

Trabalho de Anna Kahn (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Palavra
De 9/12 a 20/2/2018, Galeria Oriente, R. Barão de Duprat, 323 | atelieoriente.com
Alvaro Seixas, Anna Kahn, Arjan Martins, Fabio Seixo, Guga Ferraz e Nazareno são alguns dos artistas que participam da exposição Palavra, curada pelo artista e poeta Omar Salomão. A mostra conta com cerca de 30 trabalhos, alguns inclusive desenvolvidos especialmente para a exposição. Como indica seu título, a exposição abriga trabalhos que trazem a palavra como elemento a ser destacado.

Desenho de Sidsel Meineche Hansen (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
MHIYH
Sidsel Meineche Hansen, até 3/2/2018, Solo Shows, Rua Major Sertório, 557, apto 3A | solo-shows.com.br
Em um apartamento alugado por Tobi Maier acontece a primeira individual de Sidsel Meineche Hansen no Brasil. A exposição traz desenhos e xilogravuras, acompanhados de trilha sonora remixada pelo artista. Devido ao espaço em que é exibida, a mostra hospeda debates sobre contextos de hospitalidade, construindo uma contra-narrativa ao ciclo produtivo contemporâneo cada vez mais extenso.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.