seLecTs

Agenda da semana (17/5/18)

Da redação
Still do vídeo Aleph (2013), de Lia Chaia (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Estacionamente
Lia Chaia, de 22/5 a 27/7, Senac Lapa Scipião, Rua Scipião, 67 | sp.senac.br/lapascipiao
Lia Chaia mostra 12 trabalhos – oito inéditos – em exposição individual na galeria do Senac Lapa Scipião. Entre vídeos, áudios, desenhos e fotografias, a mostra relaciona o corpo humano e a cidade. A artista também realiza a palestra Estacionamente: Da Concepção À Realização em 5/6, das 19h às 22h, além de um workshop sobre processos criativos na arte nos dias 14, 21 e 28 de junho. É necessário inscrever-se pelo Portal Senac.

Still de Source (2016), de Ismaïl Bahri (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Instrumentos
Ismaïl Bahri, de 22/5 até 22/7, Espaço Cultural Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 610 | espacoculturalportoseguro.com.br
Espaço Cultural Porto Seguro recebe primeira individual na América Latina do tunisiano Ismaïl Bahri. A exposição Instrumentos foi primeiramente apresentada em Paris, no Jeu de Paume, instituição cultural focada em arte e tecnologia dos séculos 20 e 21. Com curadoria de Marie Bertran e Marta Gili, diretora do Jeu de Paume, a mostra abriga nove videoinstalações de Bahri.

Sem Título (1960), de Rubens Gerchman (Foto: Jaime Acioli)

SÃO PAULO
Entre Construção e Apropriação
Antonio Dias, Geraldo de Barros e Rubens Gerchman nos anos 60, até 3/6, Sesc Pinheiros, Rua Paes Leme, 195 | sescsp.org.br
A partir das relações entre a produção de Antonio Dias, Geraldo de Barros e Rubens Gerchman, exposição reúne 60 obras produzidas pelos artistas entre 1960 e 1967. A mostra tem curadoria assinada por João Bandeira.

Antonio Candido em 2011 (Foto: André Gomes de Melo)

SÃO PAULO
Ocupação Antonio Candido
De 24/5 a 12/8, Itaú Cultural, Av. Paulista, 149 | itaucultural.org.br
Em celebração ao centenário do nascimento de Antonio Candido, Itaú Cultural dedica a 40ª edição do projeto Ocupação ao crítico literário. A mostra, com curadoria do Itaú Cultural e Laura Escorel, sua neta, foca no tema da literatura como direito universal e traz materiais inéditos do acervo pessoal de Candido.

Trabalho de Claudio Cretti (Foto: Ding Musa)

BRASÍLIA
acaso a coisa a casa
Claudio Cretti, de 22/5 a 20/7, Casa Niemeyer, SMPW Qd 26, cj 3, casa 7
Com curadoria de Ana Avelar, exposição traz instalação de Claudio Cretti à sala da Casa Niemeyer, com esculturas e desenhos de grandes dimensões. O artista também realiza oficina gratuita na Casa da Cultura da América Latina em 17 e 18/5, às 20h.

Colegas (2018), de André Niemeyer (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Pintosas em Pintura, de André Niemeyer
Um Caboclo, de Arthur Scovino
De 19/5 a 15/7, Casa da Luz, Rua Mauá, 512 | facebook.com/casadaluzsp
André Niemeyer e Arthur Scovino apresentam trabalhos inéditos, resultado do período que passaram em residência na Casa da Luz. Niemeyer exibe pinturas e assemblages e Scovino mostra desenhos, fotografias, objetos, vídeos e uma performance no dia da abertura, 19/5, às 18h.

Oca, de German Lorca (Foto: Iara Venanzi)

PORTO ALEGRE
Moderna para Sempre: Fotografia Modernista Brasileira na Coleção Itaú Cultural
De 19/5 a 15/7, Fundação Iberê Camargo, Av. Padre Cacique, 2000 | iberecamargo.org.br
A exposição itinerante Moderna Para Sempre circula desde 2010 em cidades brasileiras com recortes diferentes. O período de itinerância teve início em Porto Alegre, para onde ela retorna agora em 2018. Dessa vez, a mostra traz 144 trabalhos com curadoria de Iatã Cannabrava. A grande maioria deles foi produzida por membros do movimento Foto Cine Clube Bandeirante, como Eduardo Salvatore, Thomaz Farkas e Marcel Giró.

Diana Caçadora, escultura em gesso feita na década de 1920 por Victor Brecheret (Foto: Sérgio Guerini)

RIO DE JANEIRO
Victor Brecheret (1894-1955)
Até 14/7, Pinakotheke Cultural, Rua São Clemente, 300 | pinakotheke.com.br
Exposição apresenta mais de 50 obras de Victor Brecheret, entre esculturas, pinturas, desenhos e publicações históricas sobre a Semana de Arte Moderna de 1922. Com curadoria de Max Perlingeiro, a mostra também conta com obras de outros artistas do modernismo brasileiro como Anita Malfatti, Di Cavalcanti e Vicente do Rego Monteiro.

Sem Título (Performance com bandagem cirúrgica), 1973-2018, fotografia de Ivens Machado (Foto: Acervo Ivens Machado, David Geiger, Cortesia Fortes D’Aloia & Gabriel)

RIO DE JANEIRO
Corpo e Construção
Ivens Machado, de 19/5 a 28/7, Carpintaria, Rua Jardim Botânico, 871 | fdag.com.br
Ivens Machado passou a fazer parte do time da Fortes D’Aloia & Gabriel em 2014, mas acabou falecendo antes de concretizar sua primeira individual com a galeria. Agora, no entanto, a Carpintaria monta exposição em parceria com o Acervo Ivens Machado e apresenta seis esculturas do artista, feitas entre 1991 e 2006, e trabalhos em fotografia.

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.