seLecTs – agenda da semana (14/3/2019)

Passeata, Harun Farocki, Ecos do Atlântico Sul, Liuba, Claudia Jaguaribe, Pina Bausch, Fabiana Faleiros, Rodrigo Bivar, José Bechara, Sharjah Biennial

Da redação
Sem Título, da série Dias Úteis (2016), de Laura Gorski e Renata Cruz (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
Passeata
Exposição coletiva, de 19/3/2019 a 29/5/2019, Simone Cadinelli Arte Contemporânea, Rua Aníbal de Mendonça, 171 | simonecadinelli.com
Há quem negue a desigualdade entre homens e mulheres nas artes. Entretanto, dados da pesquisa The Art Market 2018, mostram que em 85 feiras de arte analisadas, apenas 23% dos artistas apresentados eram mulheres. Essa informação mais do que explicita a importância de exposições coletivas só de artistas mulheres, como Passeata, exibida na galeria carioca Simone Cadinelli Arte Contemporânea. Com curadoria de Isabel Sanson Portella, a mostra traz obras de 14 artistas de diferentes gerações e estilos. “São diferentes vozes, mas o que ouvimos sempre é o pulsar da liberdade conquistada, do direito de levantar bandeiras e mostrar a que vieram”, diz a curadora. Entre as participantes estão Anna Bella Geiger, Helena Trindade e Laura Gorski, que apresenta trabalho com Renata Cruz.

Jogos sérios I: Watson está ferido (2010), de Harun Farocki (Foto: Harun Farocki GbR)

RIO DE JANEIRO
Harun Farocki: Quem é Responsável?
Exposição individual, de 16/3 a 30/6/2019, IMS Rio, Rua Marquês de São Vicente, 476 | ims.com.br
Para a exposição no Instituto Moreira Salles do Rio, as curadoras Antje Ehmann e Heloisa Espada selecionaram 15 trabalhos de Harun Farocki, de um espólio com mais de 100 obras. Entre videoinstalações e filmes, o apanhado tem obras de 1969 até 2014, ano em que o artista e cineasta alemão morreu. Farocki interessava-se pela produção e circulação de imagens. A videoinstalação Contramúsica (2004), por exemplo, problematiza aparatos de monitoramento a partir de vínculos entre imagens de câmeras de segurança e cenas dos filmes Um Homem Com Uma Câmera, de Dziga Vertov, e Berlim, Sinfonia Da Metrópole, de Walter Ruttmann. Em setembro, obras distintas de Farocki serão exibidas na sede do instituto em São Paulo. 

Fotografia da série As Pegadas dos Retornados, de Tatewaki Nio

SÃO PAULO
Ecos do Atlântico Sul
Exposição coletiva, até 13/4/2019, Pivô, Edifício Copan, loja 54, Av. Ipiranga, 200 |  pivo.org.br
Pivô recebe a mostra itinerante Ecos do Atlântico Sul, organizada pelo Goethe-Institut, com curadoria de Ines Linke e Uriel Bezerra. A exposição traz vídeos, fotografias, esculturas sonoras, cartazes, objetos e performances que comentam sobre as complexas relações entre os países e comunidades do Atlântico Sul. Entre os artistas estão Ana Hupe, Ayrson Heráclito e Tatewaki Nio.

Trabalho da série Encontro com Liuba (2019), de Claudia Jaguaribe (Foto: Cortesia da artista, Galeria Marcelo Guarnieri)

SÃO PAULO
LIUBA, individual
Encontro com
LIUBA, de Claudia Jaguaribe
De 15/3/2019 a 11/5/2019, Galeria Marcelo Guarnieri, Al. Lorena, 1835 | galeriamarceloguarnieri.com.br
Uma sala da galeria apresenta individual da artista búlgara radicada no Brasil LIUBA (1923-2005), com esculturas, desenhos e relevos de parede produzidos entre 1960 e 1980. Em outra sala, Claudia Jaguaribe entra em diálogo com LIUBA e exibe uma instalação com fotografias em que registrou os ateliês da artista búlgara em Paris e em São Paulo. “Os pontos de contato entre mim e Liuba se descortinaram aos poucos, e então pude perceber que, com o seu estilo eclético, ela busca encontrar a modernidade, e eu a forma que expresse o contemporâneo”, afirma Jaguaribe.

SÃO PAULO
Pina Bausch, de Fabio Cypriano
Lançamento de livro e conversa, 20/3, 20h, Sesc Vila Mariana, Rua Pelotas, 141 | sescsp.org.br/vilamariana
O crítico de arte e professor Fabio Cypriano participa de bate-papo e lança um livro sobre a coreógrafa alemã Pina Bausch (1940-2009) às 20h do dia 20/3 no Sesc Vila Mariana. A publicação resulta de uma pesquisa sobre a peça Água, que foi feita a partir de viagens a São Paulo e Salvador, em 2000, da companhia Tanztheater Wuppertal, fundada por Bausch. O livro teve participação do fotógrafo belga Maarten Vanden Abeele, que costumava acompanhar a companhia e tem registros de suas criações. Coeditado pelo Sesi-Sp e Edições Sesc São Paulo, custa R$ 120.

Mastur Bar (2014-2019), de Fabiana Faleiros (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Oracular-se: Leituras de Sangue
Oficina de Fabiana Faleiros, 20/3 e 22/3, 19h às 22h, Lamp Sp, Rua Barão de Capanema, 343 | lamb-arts.com
A artista Fabiana Faleiros, também identificada como Lady Incentivo, faz a oficina Oracular-se: Leituras de Sangue como encerramento do bar itinerante MasturBar, que fez parte da exposição Fálico Mágico? e permaneceu aberto até agora. Os encontros, que ocorrem em 20/3 e 22/3, das 19h às 22h, voltam-se para o sangue menstrual e destinam-se a mulheres cis e pessoas trans. Serão feitas leituras de sangue, estudos de oráculos que foram apagados de saberes coletivos, conversas sobre artistas feministas que usaram a menstruação em seus trabalhos e discussões sobre masturbação. Faça sua inscrição por email (donafaleiros@gmail.com) até segunda-feira 18/3. São 13 vagas, custa R$ 130, mas serão oferecidas três bolsas para quem não puder arcar com esse valor.

Emerson 1 e 2 (2018), pinturas de Rodrigo Bivar

CURITIBA
Rodrigo Bivar
Exposição individual, de 16/3/2019 a 27/4/2019, SIM Galeria, Al. Presidente Taunay, 130 a | simgaleria.com
Desde 2013, o artista brasiliense Rodrigo Bivar deixou de lado a figuração em suas pinturas para explorar combinações e sobreposições de cores a partir da abstração. Alguns de seus trabalhos com essa característica são exibidos a partir de 16/3 em Curitiba na SIM Galeria, com texto crítico de Tiago Mesquita. Sobre a obra de Bivar, o crítico escreve: “É como se houvesse uma pintura sobre outra, alguns tremores sob o que parecia imperturbável. Deixamos de olhar somente para o primeiro plano dessa superfície e entrevemos outras cores”.

Sem Título, da série Criaturas do Dia e da Noite (2018), de José Bechara

CURITIBA
Partes Soltas
Individual de José Bechara, de 16/03/2019 a 27/04/2019, Simões de Assis, Al. D. Pedro II, 155 | simoesdeassis.com.br
O artista carioca José Bechara mostra individual na Simões de Assis e apresenta trabalhos com experimentações pictóricas abstratas. Destacam-se na exposição as pinturas sobre lonas usadas de caminhão. “Essas telas nos levam para o tempo absoluto e pré-humano da terra, dos minerais, dos ácidos, das metamorfoses, das gêneses primeiras. Se ainda podemos falar de tempo, será um tempo primordial, o da materialidade em condição bruta”, escreve Eucanaã Ferraz, que assina texto crítico sobre a mostra.

Identidade visual da Bienal de Sharjah 14

SHARJAH
Sharjah Biennial 14
Até 10/6/2019 | sharjahart.org/biennial
Aberta no dia 7 de março, a 14ª bienal de Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, tem como tema Leaving the Echo Chamber, que em português significa Abandonando a Câmara de Eco. Os curadores Zoe Butt, Omar Kholeif and Claire Tancons decidiram abordar as motivações por trás de produzir arte em um contexto em que notícias são dadas por fontes monopolizadas, história é cada vez mais ficcionalizada, e em que as ideias do que é uma sociedade são completamente desvirtuadas e as fronteiras e crenças são ditadas por sistemas culturais, políticos e sociais.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.