seLecTs – agenda da semana (28/02/2019)

Pedro Motta, Ruy Ohtake, Museu Nacional Vive, Rubem Valentim, ARCOmadrid, Ale Mazzarolo

Da redação
Naufrágio Calado #13 (2016), de Pedro Motta (Foto: Cortesia Galeria Luisa Strina)

SÃO PAULO
Estado da Natureza
Individual de Pedro Motta, até 12/5/2019, Centro Cultural Fiesp, Av. Paulista, 1313 | centroculturalfiesp.com.br
Com curadoria de Cauê Alves, a individual de Pedro Motta traz 45 trabalhos que ponderam sobre relação paradoxal entre elementos naturais e o comportamento humano. A mostra traz obras das séries Naufrágio Calado (2016-2018), que mostra barcos e trailers em terrenos arruinados, Falência #2 (2016), com imagens de erosões ocasionadas pela chuva, e Sumidouro (2016), que traz manipulações digitais sobre fotografias do Rio das Mortes, em São João del-Rei (MG).

Embaixada do Brasil no Japão (Foto: Acervo ROAU)

SÃO PAULO
Ruy Ohtake: A produção do espaço, até 19/5/2019, Museu da Casa Brasileira, Av. Faria Lima, 2705 | mcb.org.br
Ruy Ohtake: O design da forma, até 14/4/2019, Instituto Tomie Ohtake, Av. Faria Lima, 201 | institutotomieohtake.org.br
Duas exposições celebram a obra de Ruy Ohtake. O Museu da Casa Brasileira trata sobre o lado arquiteto de Ohtake e exibe maquetes, desenhos, plantas, fotografias e vídeos de 42 projetos construídos ou em construção, com curadoria de Agnaldo Farias. Enquanto isso, o Instituto Tomie Ohtake foca em sua produção em design e traz 25 itens escolhidos por Fábio Magalhães, Marili Brandão e Pricyla Gomes. Como programação paralela acontece o lançamento do livro O Design Da Forma no dia 26/3, às 19h, e um laboratório com Ruy Ohtake e a Oficina Lab.

Crânio e mandíbula de jacaré-açú (Foto: Romulo Fialdini)

RIO DE JANEIRO
Museu Nacional Vive – Arqueologia do Resgate
Até 29/4/2019, CCBB Rj, Rua Primeiro de Março, 66 | culturabancodobrasil.com.br
Com 180 itens que contemplam as áreas de pesquisa Antropologia, Botânica, Entomologia, Geologia e Paleontologia, Invertebrados e Vertebrados, a exposição oferece um panorama da vida do Museu Nacional, que foi vítima de incêndio devastador em setembro de 2018. Das peças em exposição, 103  foram resgatadas das cinzas do museu por uma comissão especial, que assina a curadoria da exposição.

Emblema 34 (1973), pintura de Rubem Valentim (Foto: Divulgação)

NOVA YORK
Rubem Valentim
Exposição individual, até 26/3/2019, Mendes Wood DM, 60 E 66th St, 2º andar | mendeswooddm.com
A galeria Mendes Wood DM leva ao seu espaço novaiorquino uma individual de Rubem Valentim (1922-1991). Com trabalhos feitos entre 1969 e 1990, a mostra traz pinturas, totens, gravuras e tapeçarias do artista. A obra de Valentim parte da abstração geométrica e apresenta desenhos e diagramas que representam orixás das religiões Candomblé e Umbanda.

ARCOmadrid 2019 (Foto: Divulgação)

MADRID
ARCOmadrid 2019
Feira de arte, até 3/3/2019, halls 7 e 9 da Feria de Madrid, Av. Partenón, 5 | ifema.es/arcomadrid
A 38ª edição da feira internacional de arte contemporânea ARCOmadrid reúne 203 galerias de 31 países. Além do setor principal, o evento traz 49 programas curados. Um desses programas dedica-se ao Peru e apresenta 24 artistas do país selecionados por Sharon Lerner, curadora de arte contemporânea do Museu de Arte de Lima. O Brasil é representado por Anita Schwartz, Baró Galeria, Casa Triângulo, Cavalo, Fortes D’Aloia & Gabriel, Luisa Strina, Marilia Razuk, Sé e Vermelho.

Trabalho da série Volt(a), de Ale Mazzarolo (Foto: Divulgação)

CURITIBA
Ruído
Individual de Ale Mazzarolo, até 30/4/2019, SOMA Galeria, Rua Saldanha Marinho, 1230 | facebook.com/somagaleria
Mostra do paranaense Ale Mazzarolo, com curadoria de Vinicius Fadel. O artista exibe esculturas feitas em neon que apresentam jogos compositivos tridimensionais a partir de cores e formas geométricas. “Sua produção desenvolve-se por meio da conformação espacial, através da dissimulação do suporte acadêmico, o consequente tensionamento entre as disciplinas clássicas das artes visuais e o conhecimento gráfico de composição orgânica com destaque para o equilíbrio, a justaposição e o contraste”, diz o curador.

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.