seLecTs – agenda da semana (29/8/2019)

Federico Herrero, Eduardo Navarro, Lucia Koch, Caio Reisewitz, Erika Malzoni, Lia Chaia, Ester Grinspum, Shirley Paes Leme, Manu Maltez, Paul Klee

Da redação
Federico Herrero em montagem (Foto: Manoela Marini)

NITERÓI
Tempo Aberto, Individual de Federico Herrero
Em Colaboração Com O Sol, individual de Eduardo Navarro, 31/8 a 8/12, MAC Niteroi, Mirante da Boa Viagem || facebook.com/macniteroi.oficial
Em sua primeira individual em uma instituição no Brasil, Federico Herrero produz uma pintura no espaço em claro diálogo com as formas orgânicas de Oscar Niemeyer e a paisagem carioca. Na varanda do museu, Navarro apresenta desenhos e uma performance na qual sete pessoas utilizam espelhos para se relacionar com a incidência solar dentro do museu. Esta é a primeira vez que o MAC apresenta duas individuais simultâneas de artistas latino-americanos, em uma curadoria de Pablo León de La Barra e Raphael Fonseca. 

Turbilhão (2019) de Lucia Koch (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO
Tumulto, Turbilhão
Individual de Lucia Koch, 31/8 a 19/10, Galeria Nara Roesler, Avenida Europa, 655 | nararoesler.art
Em sua segunda individual na galeria, Lucia Koch leva adiante sua pesquisa com elementos da arquitetura responsáveis pela passagem de luz, como treliças e vidros, a cor e suas interações. Além de uma série de trabalhos feitos em colaboração com outros artistas, uma sala de cortinas indica as relações com a ideia de tumulto presente no título e o turbilhão faz referência a uma instalação na vitrine da galeria na qual um círculo recortado sobre uma treliça vermelha gira permanentemente. 

Sem Título (2019) de Erika Malzoni (Foto: Reprodução)

SÃO PAULO
Cassino, individual de Caio Reisewitz
Expressura, individual de Erika Malzoni, 31/8 a 26/10, Luciana Brito Galeria, Avenida Nove de Julho, 5162 |lucianabritogaleria.com.br 
Em sua sexta individual na galeria, Caio Reisewitz apresenta cinco fotografias de grandes dimensões realizadas na Praia do Cassino em Rio Grande nas quais a paisagem é reduzida a seus elementos mínimos. Como parte do programa de artistas visitantes, Erika Malzoni leva adiante seu interesse por composições seriadas com objetos apropriados do cotidiano.  

Obra de Lia Chaia na exposição Febril (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Febril
Individual de Lia Chaia, 31/8 a 28/9, Galeria Vermelho, Rua Minas Gerais, 350 | galeriavermelho.com.br
A partir da ideia da febre como mecanismo de defesa, Lia Chaia apresenta uma série de vídeos, objetos, desenhos e fotografias nos quais a experiência subjetiva, social e política encontram no corpo um ponto de confluência. 

Casta (s/d) de Renato Morcatti (Foto: Vicente de Mello)

SÃO PAULO
Pirajá
Individual de Renato Morcatti, até 3/11, Caixa Cultural São Paulo, Praça da Sé, 111 | caixacultural.com.br
Com um conjunto de mais de 700 peças de cerâmica, Morcatti apresenta estruturas totêmicas e antropomórficas de pequenas dimensões que evocam memórias, afetos e desejos. 

Arco II (2019) de Ester Grinspum (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Duplos os Lugares, individual de  Ester Grinspum
Colmeia, individual de Tuneu
RareAr, individual de Shirley Paes Leme, 4/9 a 19/10, Galeria Raquel Arnaud, Rua Fidalga, 125 | raquelarnaud.com.br
As individuais simultâneas ocupam o espaço da galeria sem sugerir relações propriamente entre elas. Grinspum trabalha com desenho e esculturas em um fluxo entre ambas as linguagens e seus momentos de incomunicabilidade. Tuneu parte do hexágono e do retângulo como norteadores da sua produção pictórica. E Leme utiliza a matéria bruta da cidade, como filtros de ar condicionado para produzir suas composições. 

Naufrágio Calado (2016) de Pedro Motta (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Ambiental: arte e movimentos
Exposição coletiva, 31/8 a 3/12, MuBE, Rua Alemanha, 221 | mube.space
Com obras de mais de 20 artistas como Brígida Baltar, Cláudia Jaguaribe, Dudi Maia Rosa, Luiz Zerbini, Pedro Motta ou Rodrigo Bueno, a mostra parte de obras de arte para discutir questões ecológicas urgentes na situação atual do país. 

Gravura de Manu Maltez (Foto: Divuglação)

SÃO PAULO
Fábulas Incontornáveis
Individual de Manu Maltez, 3 a 30/9, Galeria São Paulo Flutuante, Rua Estados Unidos, 2186 | facebook.com/spflutuante
Com foco na produção de gravuras e desenhos da multi artista Manu Maltez, a mostra é composta de narrativas fantásticas que fazem referência a um amplo espectro de tradições visuais – pintura medieval, Goya, Marcello Grassman, Goeldi, entre outros. São 70 obras expostas e o texto é assinado por Rafael Vogt Maia Rosa. 

Momento: Sobre O Vermelho e O Azul (2017) de Thomaz Rosa (Foto: Edson Kumasaka)

SÃO PAULO
Featuring
Exposição coletiva, 31/8 a 7/9, Massapê, Rua Fortunato, 68 |facebook.com/massapeprojetos
A partir da prática recorrente entre os músicos de “tocar junto”, os artistas Leandro Muniz, Thomaz Rosa e Marcelo Pacheco estabelecem relações entre seus trabalhos em uma prática colaborativa que preserva a singularidade de cada. A artista Ana Prata assina o texto Lição Doméstica no qual levanta questões como afeto e identidade. 

Obra de Daniel Malva (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Efemérides
Individual de Daniel Malva, 31/8 a 7/9, Vão, Rua Mourato Coelho, 787 | vaoespacodearte.wordpress.com/
Com curadoria de Renato de Cara, a mostra é uma reunião de mapas e desenhos que são resultado de sua dissertação de mestrado na UNESP, o artista Daniel Malva produz formas híbridas a partir da tipografia e trigonometria. 

Obra de Sara Ramo da caixa ali edições (Foto: Ding Musa)

SÃO PAULO
ali: edições
Exposição coletiva, até 6/9, Carbono Galeria, Rua Joaquim Antunes, 59 | carbonogaleria.com.br
Os artistas Ana Prata, André Komatsu, Bruno Dunley, Ding Musa, Lucia Koch, Renata Lucas, Rodrigo Andrade, Sara Ramo e Wagner Morales e o cientista social Gustavo Vidigal são os fundadores do projeto arte livre itinerante que funciona como uma escola nômade que se estabelece em diferentes regiões da cidade. O primeiro local de situação do ali é Cidade Tiradentes e, como forma de viabilizar o projeto, os artistas lançaram um múltiplo com obras de cada um. 

BRASÍLIA
Ocupação 7
Exposição coletiva, até 26/9, Galeria Casa, CasaPark – 1º Piso, corredor | casapark.com.br
Artistas em formação do Instituto de Artes da Universidade de Brasília e os artistas que participam do espaço Galeria Casa apresentam uma exposição que é o resultado de uma residência orientada pelo professor Christus Nóbrega e da sua convivência no lugar. 

Harmonia da Flora Setentrional (1927) de Paul Klee (Foto: Divulgação)

BELO HORIZONTE
Paul Klee – Equilíbrio Instável
Individual, até 18/12, CCBB, Praça da Liberdade, 450 | culturabancodobrasil.com.br
A mostra, que já esteve anteriormente em São Paulo, reúne 120 obras entre pinturas, desenhos e replicas de fantoches do artista e professor Paul Klee, pertencentes ao acervo que preserva sua obra.

Obra de Rick Rodrigues (Foto: Divuglação)

RIO DE JANEIRO
A Chave De Casa, individual de Caroline Veilson
Tratado Geral Das Grandezas Do Ínfimo, individual de Rick Rodrigues, 3/9 a 4/10, Galeria Ibeu, Rua Maria Angélica, 168 | ibeugaleria.blogspot.com
Em suas primeiras individuais, ambos os artistas lidam com temas como o universo doméstico, afetos e memórias. Veilson apresenta gravuras realizadas a partir de seu apartamento e Rodrigues uma série de bordados em uma curadoria de Cesar Kiraly.  

Apropriação (1966) de Hélio Oiticica (Foto: Divulgação)

CURSOS
Arte e Participação
Curso com o Grupo Inteiro, Pinacoteca, Praça da Luz, 2 | pinacoteca.org.br
Os artistas Carol Tonetti, Cláudio Bueno, Ligia Nobre e Vitor Cesar contextualizam e ampliam a ideia de participação na arte ao longo da história e na situação contemporânea com o objetivo de multiplicar as perspectivas sobre o assunto. Para mais informações, clique aqui.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.