seLecTs – agenda da semana (9/5/2019)

Arte Naïf – Nenhum Museu A Menos, Anna Bella Geiger, João Loureiro, Elisa Stecca, Novas Efervescências, Antonio Bokel, Sonia Wysard, Mano Penalva

Da redação
A Seca (1959), de Gerson Alves de Souza (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
Arte Naïf – Nenhum Museu A Menos
Exposição coletiva, de 11/5 a 7/7, EAV Parque Lage, Rua Jardim Botânico, 414 | eavparquelage.rj.gov.br/
Com ares de manifesto a favor da arte e do diálogo entre diferentes agentes culturais, a mostra conta com mais de 300 obras que ocupam todos os espaços expositivos da EAV Parque Lage em uma curadoria de Ulisses Carrilho. Obras de artistas populares pertencentes ao acervo do Museu Internacional de Arte Naïf do Brasil são relacionadas com importantes nomes da cena de arte contemporânea como Bárbara Wagner & Benjamin de Burca, Barrão, Carmela Gross, Erika Verzutti, Leda Catunda e Yuri Firmeza, questionando as classificações, categorias e preconceitos. Um programa educativo focado no debate sobre o racismo estrutural arremata o foco do projeto em discussões amplas sobre o “decolonial”.

Ponto Central (1971), de Anna Bella Geiger (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
Aqui É o Centro
Individual de Anna Bella Geiger, 11/5 a 7/7, MAM Rio, Av. Infante Dom Henrique, 85 | mamrio.org.br
A mostra reúne 20 obras de Anna Bella Geiger que pertencem ao museu, em uma curadoria de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes. Realizados entre as décadas de 60 e 90, os trabalhos discutem questões relativas à ocupação do espaço, como fronteiras, territórios e mapas. Um segundo momento da exposição é uma releitura da mostra Circumambulatio realizada cinco décadas atrás na mesma instituição, de forma colaborativa com seus alunos, incorporando novas mídias e o legado da arte conceitual.

Festa dos ET’s Extravagantes (2019), de Antonio Bokel (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
Espaço Entre As Coisas
Individual de Antonio Bokel, de 8/5 a 6/6, Mercedes Viegas Arte Contemporânea, Rua João Borges 86 | mercedesviegas.com.br
Com curadoria de Sonia Salcedo, essa é a segunda individual de Bokel na galeria e reúne 25 trabalhos em que a pintura se vale de suportes tradicionais como a tela e o papel e outros mais inusitados, como cerâmicas. O título da exposição remete à ideia de intervalo, que é o fio condutor das composições e das relações entre as obras e o espaço. As pinturas de Bokel são articuladas em um vocabulário visual que mistura referências ao grafite, técnicas artesanais e a história da arte construtiva.

Sombras (2011), de Sonia Wysard (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
Mergulhos
Individual de Sonia Wysard, de 9/5 a 30/6, Centro Cultural Justiça Federal, Avenida Rio Branco, 241 | trf2.jus.br/ccjf/
A mostra, com curadoria de Cristiane Geraldelli, apresenta um olhar retrospectivo sobre os últimos dez anos de produção da artista que utiliza pinturas e gravuras. Em ambas as linguagens, Wysard se interessa pela construção de atmosferas produzidas por diversas camadas e velaturas. Tanto em obras intimistas, quanto de grande escala, o corpo do espectador é levado em conta pela maneira instalativa como as obras são dispostas no espaço.

Trabalho de Renata Padovan (Foto: Divuglação)

RIO DE JANEIRO
Como Falar Com As Árvores
Exposição coletiva, 9/5 a 28/6, Z42 Arte e Espaço Vazio, Rua Filinto de Almeida, 42 | labverde.com
O projeto é o resultado de uma residência em que os artistas são convidados a pensar as relações entre arte e natureza na Floresta Amazônica, dentro da instituição LabVerde, que envolve ambientalistas, filósofos, biologia e outras ciências. Com curadoria de Lilian Fraiji, esta é a quinta edição da residência e conta com a participação de artistas como Laura Gorski, Patricia Gouvêa, Renata Cruz, Pedro Vaz, Renata Padovan, Rodrigo Braga, entre outros cujas práticas são fundamentalmente relacionadas a esse tema.

Frame do vídeo Cones (2019), de Arnaldo Pappalardo (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Novas Efervescências
Exposição coletiva, de 9/5 a 14/7, Espaço Cultural Porto Seguro, Alameda Barão De Piracicaba, 610 | espacoculturalportoseguro.com.br
O Espaço Cultural Porto Seguro promove a primeira edição do edital Novas Efervescências, no qual artistas que trabalham com diferentes linguagens e questões, de trajetória profissional já consolidada, foram selecionados por um júri composto por Isabella Lenzi,  Jacopo Crivelli Visconti e Ricardo Ribenboim. Os ganhadores do processo foram Angella Conte, Arnaldo Pappalardo, Daniel Frota de Abreu, Erica Ferrari, Erica Kaminishi, João Angelini, Laura Gorski e Renata Cruz, Pablo Lobato e Tiago Mestre que apresentam mostra coletiva de trabalhos inéditos na instituição.

O Tigre Errado (2019), de João Loureiro (Foto: Guilherme Sorbello)

SÃO PAULO
Peixe-elétrico-moto-clube
Individual de João Loureiro, 11/5 a 21/7, Sé Galeria, Rua Simonsen, 108 | segaleria.com.br
Esta é a primeira individual de João Loureiro na Sé Galeria. Motivado pelo entorno e situações banais, Loureiro cria uma série de instalações, desenhos e animações que discutem com humor ácido e crítico os fluxos de pessoas, veículos e imagens no centro da cidade de São Paulo, onde a galeria está instalada. Ao trazer para dentro da galeria modos de produção secundários, como adesivos, lambe-lambes, quadrinhos ou animações, e ao adaptar o farol de uma moto como projetor para circular como um cinema ambulante pela cidade, o artista desestabiliza valores e convenções a respeito da arte.

Acorde (2019), de Mano Penalva (Foto: Maya Messina)

SÃO PAULO
Acordo
Individual de Mano Penalva, 25/5 a 27/7, Central Galeria, Bento Freitas, 306 | centralgaleria.com
Mano Penalva utiliza objetos populares como lonas, panos de chão ou garrafas, organizados com rigor formal a partir de suas relações compositivas e cromáticas. Esta exposição, com texto de Juliana Monachesi, reúne objetos e instalações inéditas, além de vídeos e músicas realizados em parceria com outros artistas, como Moisés Patrício e Fernanda Pavão, remetendo às diversas negociações que o título da mostra evoca.

Trabalho de Elisa Stecca (Foto: Cortesia da Artista)

SÃO PAULO
Silêncio Tátil
Individual de Elisa Stecca, de 9/5 a 7/6 MACS, Av Dr Afonso Vergueiro, 280 | macs.org.br
Com curadoria de Paula Alzugaray, a mostra da artista Elisa Stecca reúne um vídeo e esculturas que misturam vidro soprado, metais, couro e líquidos ou cerâmicas que reproduzem o comportamento amorfo de materiais como água ou mercúrio. O resultado são composições intuitivas que têm o silêncio como ponto de partida e chegada.

Livro Gabriel Wickbold (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
Gabriel Wickbold
Lançamento de livro, 8/5 às 19 hrs, USE Galeria, Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 1424 | facebook.com/Usegaleria/
O fotógrafo Gabriel Wickbold lança um livro de colecionador que abrange os doze anos de sua trajetória, em que busca retratar as relações entre o corpo, suas marcas e relações com o mundo. Com apenas 200 edições, o projeto gráfico conta com capas customizadas, transformando cada publicação em objeto único.

 

Rose (2018), de Fernanda Carvalho (Foto: Divulgação)

NOVA YORK
Trying To Believe In Poetry
Individual de Fernanda Carvalho, de 13 a 17/5, Pratt Institute, 200 Willoughby Ave | pratt.edu
A brasileira radicada em Nova York Fernanda Carvalho finaliza seu curso de pós graduação em fotografia no Pratt Institute com uma exposição na instituição que reúne imagens impressas e projeções de cenas de intimidade e do cotidiano.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.