seLecTs exposições

Esquenta para Miami Art Basel, debates, feira e exposições pelo Brasil são algumas das dicas da semana (1/12) selecionadas pela redação

Felipe Stoffa

Publicado em: 01/12/2016

Categoria: Agenda, Selects

Até o Mar, pintura de Eloá Carvalho (Foto: Mario Grisolli)

RIO DE JANEIRO
RETRATO INSTITUCIONAL
Eloá Carvalho – Todo Ideal Nasce Vago, até 5/3/2017, MAM-Rio, Av. Infante Dom Henrique, 85 | www.mamrio.org.br
O acervo fotográfico do MAM carioca ganha releitura a partir dos olhos de Eloá Carvalho, que abre sua nova individual no local com curadoria assinada por Ivair Reinaldim. Na exposição, a documentação do museu, dos anos 1950 até hoje, foi ponto de partida para as pinturas realizadas pela artista, destacando sua pesquisa em torno da história das instituições. “Seu trabalho articula diferentes camadas de memória, mediante um cuidadoso processo de edição do material pesquisado, propondo conexões entre imagens e narrativas, assim como a articulação de diferentes temporalidades e espacialidades, em consonância com seus locais de exibição”, explica Reinaldim.

 

Submerso (2015), Fotografia de Maritza Caneca realizada no Rio de Janeiro (Foto: Maritza Caneca/ Divulgação)

Submerso (2015), Fotografia de Maritza Caneca realizada no Rio de Janeiro (Foto: Maritza Caneca/ Divulgação)

MIAMI
PROFUNDO AZUL
Maritza Caneca – Série Piscinas, até 31/1/2017, Bossa Gallery, 4141 NE 2nd Ave., suíte 107 | www.bossagallery.com/
Em clima de Miami Art Basel, a galeria americana especializada em fotografia brasileira realiza individual da brasileira Maritza Caneca com trabalhos apresentados anteriormente no Paço Imperial, durante as Olimpíadas no Rio de Janeiro. A mostra tem curadoria de Vanda Klabin, que apresenta cerca de 25 fotografias e um vídeo. Os cliques de piscinas foram realizados em diversos países como Estados Unidos, Suíça, Itália, Cuba, Israel e Brasil. Como observa Vanda Klabin em seu texto curatorial, “as piscinas de Maritza trazem um território transbordante de vivências e ressignificações. Elas parecem conter episódios de vida, vestígios de memória, um tênue fio entre a presença e a ausência, um curso do tempo que parece suspenso, congelado, atemporal”.

 

Escultura de Knopp Ferro (Foto: Divulgação)

Escultura de Knopp Ferro (Foto: Divulgação)

MIAMI
BOAS PARCERIAS
Levitating Colour – Knopp Ferro, até 28/2/2017, Espace Expression, 317 NW 28 th St | www.espace-expression.com
Outra mostra agita o calendário paralelo da feira de arte americana. Em parceria com a Dan Galeria, o alemão Knopp Ferro recebe individual e apresenta cerca de 46 obras, entre esculturas cinéticas produzidas em metal, além de trabalhos bidimensionais produzidos em papel e esculpidos a partir de uma faca. Com seus trabalhos, Ferro transforma o espaço e suas esculturas suscitam no espectador sensações de suspensão do tempo.

 

Desenho de Alvaro Seixas (2016) que integra a exposição (Foto: Divulgação)

Desenho de Alvaro Seixas (2016) que integra a exposição (Foto: Divulgação)

RIO DE JANEIRO
COMPRE AGORA
The Unique Institutional Critique Pop-Up Boutique, até 21/1/2017, Galeria Cavalo, Rua Sorocaba, 51 | www.galeriacavalo.com
Adriano Motta, Alvaro Seixas, Jonas Lund, Marcelo Cipis e Marta Neves abrem a próxima coletiva da recém premiada galeria carioca com objetivo de transformar o espaço em uma pop-up store com produtos para o mercado da arte. Os trabalhos da mostra se relacionam a partir de uma proposta em comum. Com tom provocativo, os artistas questionam noções como a originalidade de uma obra, o valor de um trabalho e formas que o artista pode se inserir e criticar os mecanismos do mercado em que operam.

 

Fotografia de Rogério Assis, exposta na DOC Galeria (Foto:Rogério Assis/ DOC Galeria/ Divulgação)

Fotografia de Rogério Assis, exposta na DOC Galeria (Foto: Rogério Assis/ DOC Galeria/ Divulgação)

SÃO PAULO
FOTO EM FOCO
Foto Feira Cavalete #5, dia 3/12, MIS-SP, Avenida Europa, 158 | www.mis-sp.org.br
Fotógrafos independentes, editoras, coletivos e galerias se reúnem na quinta edição do evento, que conta com cerca de 45 expositores e apresentam ao público trabalhos que variam de 5 mil até 50 mil reais, e podem ser adquiridos ao longo do evento. Algumas novidades integram a programação, como uma seção reservada para crianças, que podem realizar uma oficina e produzirem um fotolivro autoral de colorir. Em clima de festas, uma “árvore dos desejos” é erguida para receber votos, escritos pelos envolvidos do projeto, desde sua primeira edição, para o ano de 2017. Entre os participantes, estão: Canon, Getty Images, Biographica, Fotô Editorial, Terra Virgem, Livraria Madalena, Fotocorpo, Agence Photo, Circuito Galeria, Coletivo 5×5, BEI Editora, MIS e DOC Galeria.

 

Pintura de Siegbert Franklin que integra a exposição (Foto: Divulgação)

Pintura de Siegbert Franklin que integra a exposição (Foto: Divulgação)

FORTALEZA
ACERVO DE PESO
Remanescer – Exposição do Acervo da Galeria Ignez Fiúza, de 7/12 até 3/2/2017, Galeria Contemporarte, Rua Vilebaldo Aguiar, 300 | www.contemporarte.com.br
Falecida em fevereiro passado, a ex-galerista Ignez Fiúza, dona de um importante acervo de arte do Nordeste, tem parte de sua coleção apresentada na galeria Contemporarte. Obras de Aderson Medeiros, Afonso Lopes, Aldemir Martins, Barbosa Leite, Carmélio Cruz, Chico da Silva, Floriano Teixeira, Gilberto Cardoso, Iberê Camargo, José Guedes, José Tarcísio, Maciej Babinski, Milton Dacosta, Otto Cavalcanti, Sergio Lima, Sergio Pinheiro, Sérvulo Esmeraldo e Siegbert Franklin ganham visibilidade na exposição, muitos destes também promovidos pela própria Fiúza. “Fiúza gostava de misturar várias linguagens artísticas sem nunca chegar ao vulgar. Criava ambientes onde as obras dos artistas se mesclavam com uma gastronomia regional e requintada, ornamentação de flores locais e tropicais vibrantes, música, dança, literatura, num caleidoscópio próprio de uma mulher múltipla com um verdadeiro espírito de artista, que sabia fazer acontecer”, diz a filha da galerista, Elizabeth Fiúza.

 

Trabalho que integra a exposição (Foto: Janine Tomberg)

Trabalho que integra a exposição (Foto: Janine Tomberg)

PELOTAS
CORPO EM INVESTIGAÇÃO
[IN]CÔMODO, até 9/12, Casarão 6, Praça Coronel Pedro Osório, 6
Com curadoria de Helcio Oliveira e coordenação de Daniel Acosta, a mostra abriga trabalhos de alunos do Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel): Bruna Silva, Diego Ribeiro, Felipe Pilotto, James Duarte, Jéssica Porciúncula, Maíra Makiyama, Mário García, Patrícia Khalil, Pedro Paiva, Pedro Parente, Rafael Drum e Yuri Pires. O curador é Helcio Oliveira e o coordenador e Daniel Acosta. A mostra provoca o olhar e expande a capacidade de experimentação artística, com trabalhos de forte carga investigativa, e propõe uma reflexão sobre o corpo e suas transformações. 

 

Fachada do Itaú Cultural (Foto: Edouard Fraipont)

Fachada do Itaú Cultural (Foto: Edouard Fraipont)

SÃO PAULO
DEBATES NECESSÁRIOS
1º Seminário de Audiovisual Negro, 2 e 4/12, Itaú Cultural, Avenida Paulista, 149 | www.itaucultural.org.br
Conhecida programação de debates, palestras e exibições da série Diálogos Ausentes abre o 1º Seminário de Audiovisual Negro. O evento também marca o lançamento da Associação das(os) Profissionais do Audiovisual Negro (APAN). A programação, que acontece em dois dias no mês de dezembro, conta com exibição de filmes e palestras com participação de profissionais como Joel Zito Araújo, Carmen Luz, Fernanda Lomba e Diane Lima. Na programação de longas, o público pode assistir Cores e Botas, de Juliana Vicente; e Dia de Jerusa, de Viviane Ferreira.

 

Obra de Maria Auxiliadora (Foto: Divulgação)

Obra de Maria Auxiliadora (Foto: Divulgação)

SÃO PAULO
REVER A HISTÓRIA
Ciclo mulheres no MASP – Palestra com Luisa Duarte, dia 3/12, MASP, Avenida Paulista, 1578 | www.masp.art.br
A partir do segundo semestre de 2016, o museu paulistano abriu em sua programação um ciclo de palestras dedicadas às artistas mulheres de seu acervo. A nova palestra, proferida pela crítica e curadora Luisa Duarte, abordará a obra de Maria Auxiliadora, nascida em 1953, em Minas Gerais, oferecendo um panorama de sua obra, pouco conhecida pelos brasileiros. A partir da ideia de que a história da arte brasileira ainda mantém forte carga eurocêntrica, a palestra convoca o público a questionar as narrativas de uma artista cuja obra se expande para além de ingênua, popular e primitiva, adjetivos impostos em seu trabalho. Para participar, os interessados podem se inscrever no site do Museu.

Tags: , , , , , , , , , , ,

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.