#tbt 32

Edição de outubro de 2016 desvenda segredos, mentiras e mistérios da arte

Da redação

N° Edição: 32

Publicado em: 26/08/2021

Categoria: #tbt, Destaque

La cena, 1991 foto Michel Pou, Cortesia Estate de Belkis Ayón (Foto: Michel Pou)

O que Laura Lima, Belkis Ayón, Ernesto Neto, Hilam af Klimt, Regina Silveira, Fabian Marti, Jim Shaw, Tunga, Mario Ramiro, Tony Oursler e Ulla von Brandemburg têm em comum? Você terá que atravessar as cortinas da edição Segredo para descobrir. Em Outubro/Novembro de 2016, seLecT convidou a curadora Cristina Ricupero, brasileira residente na França, para co-editar a edição. Ricupero, que acabava de apresentar a exposição Sociedades Secretas no Schirn Kunsthalle, em Frankfurt, e no CAPC Musée D’Art Contemporain, de Bordeaux, propôs o tema. Formou-se, então, uma seita de iniciados para destrinchar as nuances de enigmas, segredos, mentiras e mistérios no campo da arte.

Fernanda Lopes envereda na série Desenhos em Polvorosa (1996), de Tunga, mostrando como em representações de corpos entrelaçados estão condensados e resumidos alguns dos principais interesses e procedimentos de uma obra iniciada nos anos 1970. Marta Mestre escrutina a série Ágrafo (2015), de Laura Lima, feita de obras que escondem conteúdos secretos sob embrulhos, tecidos, cordas, nós, liames, redes e outros emaranhados. “Decifra-me ou te devoro”, desafia a curadora.

Anos antes da individual de Hilma af Klimt na Pinacoteca do Estado de São Paulo, Jennifer Higgie escrevia para a seLecT sobre a biografia e as fontes espirituais da artista sueca que, 20 anos após a sua morte, foi decretada a pioneira da abstração mundial. “A história da vida e da obra de Hilma af Klimt não é simplesmente a descrição de uma mulher extraordinária, mas um estudo sobre como foi escrita a história da arte tradicional: um reflexo do mercado, visto por homens”, escreve Higgie.

O mistério da obra, da vida e da morte de Belkis Ayón, artista cubana presente da 34ª Bienal de São Paulo, que abre em 6/9, ganha uma análise crítica do conterrâneo Orlando Hernandez. Em 2016, estava acontecendo a 32ª Bienal, que foi tema da edição em artigo de Paula Alzugaray, investigando aquilo que denominou de “sociedade secreta da fungicultura” na obra de seis artistas presentes na exposição curada por Jochen Volz.

Colecionadores de fotografias de fenômenos paranormais, Mario Ramiro e Tony Oursler ganham uma análise comparada à luz do clássico “Ilusão Especular”, de Arlindo Machado; e o crítico e coeditor da revista Frieze, Jörg Heiser, produz um ensaio sobre as raízes ocultas da ideologia nazista.

Edição comemorativa do 5º aniversário da seLecT, Segredo também presenteia seu leitor com um Mundo Codificado especial, elaborado por Guto Lacaz, com adivinhas e passatempos, desafiando o público a exercitar o raciocínio e a memória. Vale lembrar.

Releia a seLecT #32 aqui.

Capa seLecT #32

Tags: , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.