#tbt 33

Edição de 2017 promove reflexão sobre as transformações extramuros, da escola e do museu

Publicado em: 03/09/2021

Categoria: #tbt, A Revista, Destaque

O Museu É uma Escola, de Luis Camnitzer

da Redação

Dedicada ao tema de Arte e Educação, a edição #33 marca o lançamento do Prêmio e Seminário seLecT de Arte e Educação 2017. Criar um prêmio de educação no âmbito da arte em um momento político delicado, quando tramitava no governo proposta de abolir a obrigatoriedade das aulas de artes no ensino médio, é uma tomada de partido por parte da revista. Desde então, três edições do prêmio foram realizadas, e o resultado do fomento à artistas e formadores que atuam nessa área já se faz sentir: um desdobramento da obra de Gustavo Caboco, vencedor da edição 2020, integra a 34a Bienal de São Paulo, que abre para o público neste final de semana.

Envolvendo vozes dos maiores estudiosos das relações entre arte e educação, como Ana Mae Barbosa, Rosa Iavelberg, Luis Camnitzer e Jorge Menna Barreto, para citar alguns, a revista sedimentou com a #33 uma afinação de seu foco de atuação para se transformar em plataforma de uma espécie de pedagogia da indisciplina. Marcante na edição é o perfil dos artistas Regina Silveira, Stela Barbieri, Paulo Pasta, Carmela Gross, Sandra Cinto, Albano Afonso, e Danilo Barata, cada qual explicitando sua concepção de ensino. Na reportagem Esther Ferrer: O Corpo É o Texto, Paula Alzugaray envereda por um modelo entre muitos de pedagogia da indisciplina: analisa as performances-conferências da artista espanhola do ponto de vista dos silêncios e lacunas previstos nas partituras para estimular o público a teorizar.

Na seção Estudo de Caso, intitulada Exercícios Experimentais de Liberdade, três residências e/ou oficinas artísticas interligadas com formação sociocultural e ambiental são perfiladas: o LabVerde, no Amazonas; o Festival de Arte da Usina, em Pernambuco; e a Escola Entrópica, em São Paulo. Em retrospecto, também essa reportagem está na base de debates e temas que seLecT seguiria propondo em edições futuras, sublinhando o compromisso com a educação. A #33 é uma espécie de divisor de águas na história da revista, que lança luz sobre sua atuação em 2021, ano em que iniciou seu próprio projeto de educação no campo da crítica, em parceria com a plataforma zait. Releia aqui.

Tags: , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.