#tbt Quando o mundo deixará de ser machista?

A pergunta foi o norte da seção Fogo Cruzado de 2016, em edição dedicada ao tema Feminismo

Da redação

Publicado em: 03/09/2020

Categoria: #tbt, Destaque

Noemi Jaffe (Foto: Divulgação)

Na seLect #28, publicada em 2016 e dedicada ao tema Feminismo, as especialistas Maria Rita Kehl, Elaine Robert de Moraes e Noemi Jaffe responderam a pergunta  “Quando o mundo deixará de ser machista?” na seção Fogo Cruzado.
Na opinião da escritora e crítica literária Noemi Jaffe,  um dos sintomas mais claros do machismo brasileiro é a existência naturalizada das empregadas domésticas. “Por que elas continuam existindo e por que são todas mulheres?”, ela questiona. Já para Eliane Robert de Moraes, professora de literatura brasileira na USP, “o mundo deixará de ser machista quando formos todas respeitadas nos espaços privados e nos espaços públicos”.
Desde as primeiras batalhas feministas, não há como dizer que a situação das mulheres não mudou. Direito ao voto, acesso ao mercado de trabalho, emancipação e possibilidade de constituição de uma vida independente foram algumas das conquistas, embora ainda haja muito para ser feito. Voltar à seção agora, quatro anos após sua publicação, é ainda refletir sobre a mesma pergunta: Quando o mundo deixará de ser machista? Leia ou releia aqui.

Tags: , , , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.