Vadios e beatos

Galeria da Gávea traz exposição sobre Carnaval brasileiro com curadoria de Marcelo Campos

Da redação
Noite dos Tambores Silenciosos (2010), fotografia de Bruno Veiga

Nos próximos três anos, a Galeria da Gávea organizará anualmente exposições relacionadas ao Carnaval brasileiro, cada uma com curadoria distinta. Quem inaugura o projeto é Marcelo Campos com a coletiva Vadios e Beatos. O curador partiu do parecer sobre arte brasileira de um dos primeiros teóricos nacionais da área, Gonzaga Duque. No fim do século 19, Duque acreditava que não havia futuro para a produção artística no País, especialmente levando em conta a população carioca, considerada por ele paradoxalmente vadia e beata. Mas é diante dessa mistura intensa que é possível enxergar características particulares do Brasil, exacerbadas em festividades como o Carnaval. Campos, então, selecionou trabalhos que lidam com ritos identitários desse tipo. Entre os artistas estão Bruno Veiga, Carlos Vergara, Claudio Edinger e Bina Fonyat.

  • Fotografia de Rogerio Reis
  • Fotografia de Claudio Edinger de 1995
  • Fotografia de Claudio Edinger de 1991

Serviço
Vadios e Beatos
Até 17/4
Galeria da Gávea
Av. Marquês de São Vicente, 432 – Rio de Janeiro
galeriadagavea.com.br

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.