Virada Digital sacode Paraty

Mariel Zasso

Publicado em: 12/05/2012

Categoria: Da Hora, intervenções e projetos

Paraty sedia neste fim de semana festival com 72 horas de atividades ligadas às novas tecnologias digitais

Hub_virada

Legenda: Hub Estrela, em Paraty (Fotos: Fora do Eixo)

Não resta dúvida que compartilhar conhecimentos sobre, com e para as novas tecnologias, especialmente as ligadas à informação e comunicação, dá ibope. Chegou a vez de Paraty apresentar o seu festival “focado em inovação, interatividade e sustentabilidade”, reunindo e divulgando conhecimentos em 16 áreas de conteúdos. 

Mas a Virada Digital não é só “mais um” evento, a começar pelo cenário no qual se desenrola. Embora seja sede de inúmeros importantes eventos do calendário cultural nacional, Paraty, até então, era lembrada mais por sua aura supostamente bucólica e parcialmente hippie de cidade histórica do que por qualquer ligação com tecnologia, inovação ou ficções científicas.

O jornalista Roberto Andrade, não por acaso primeiro diretor de marketing da Campus Party Brasil, idealizou e produziu o mais novo grande encontro de lideranças e formadores de opinião atuantes nas redes. Dezenas de atividades em áreas como Alimentação, Ciências, Cultura, Sustentabilidade, Saúde e Trabalho acontecerão simultaneamente em vários hubs espalhados pela cidade, reunindo projetos e palestrantes de todo o Brasil e mais 12 países.

Dentre os destaques, uma Invasão Hacker, que vai oferecer 14 oficinas sobre temas como compartilhamento, transparência, dados abertos e gambiarras, no sábado (Confira a lista completa), uma ação integrada entre o Ônibus Hacker, Casa da Cultura Digital, Fora do Eixo, Garoa Hacker Clube e Transparência Hacker. 

A programação espalhada nos seis hubs concentrará temáticas específicas, mas haverá também atividades de capacitação e inclusão, shows, exposições de arte digital, mostras de vídeo e até um “playground high tech” dedicado ao público infantil. Os pesquisadores Sérgio Amadeu, Ivana Bentes e Martha Gabriel e o rapper MV Bill são alguns dos curadores convidados para montar a programação dentro das suas especialidades.

A Virada em Paraty deve receber 15 mil participantes, e é apenas a primeira: já está prevista uma nova edição em 2013 no Rio de Janeiro, e a ideia é correr o Brasil nos anos seguintes. E quem estiver longe de Paraty pode acompanhar a programação, ao vivo, pela internet.

Saiba mais:

Virada Digital

Assista ao vivo

Artigo anterior:
Próximo artigo:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.