Visita histórica

Novo projeto do MoMA de NY apresenta material completo e gratuito de todas as exposições já realizadas no museu, desde sua fundação em 1929

Felipe Stoffa

Publicado em: 20/09/2016

Categoria: Da Hora, Destaque, Notícias Quentes

Em 1940, o pintor brasileiro Candido Portinari foi contemplado com uma individual no museu (Foto: The Museum of Modern Art Archives, New York)

Após anos de trabalho no acervo da instituição, o MoMA (Museu de Arte Moderna de Nova York), anunciou recentemente o lançamento de seu novo projeto. Trata-se da digitalização de todo o acervo de exposições do museu, desde o ano de sua fundação, em 1929, até os dias de hoje. Esse material permite não só a consulta de curiosos como também aproxima ainda mais pesquisadores, estudantes e artistas que desejam realizar, com mais facilidade, pesquisas sobre exposições já apresentadas no museu.

Fotografia da primeira exposição realizada no museu, em 1929, que contemplava as obras de Cézanne, Gauguin, Seurat e Van Gogh (Foto: The Museum of Modern Art Archives, New York)

Fotografia da primeira exposição realizada no museu, em 1929, que contemplava as obras de Cézanne, Gauguin, Seurat e Van Gogh (Foto:
The Museum of Modern Art Archives, New York)

Além de uma database com todas as exposições, para se realizar a pesquisa é possível também filtrar as informações desejadas de acordo com critérios diversos como exposições produzidas por períodos, temas, ou até mesmo artistas. O público, agora virtual, pode desfrutar de um passeio completo pela mostra que desejar. Ainda em fase de aprimoramento, o projeto do museu também prevê a digitalização completa dos press releases, catálogos e textos críticos, já disponíveis em alguns casos, como por exemplo a mostra dedicada à arte africana, realizada em março de 1935 que foi acompanhada por um catálogo de mais de 100 páginas. A iniciativa forma uma oportunidade única para se inteirar por completo na história da instituição, que desde sua fundação teve como missão dar voz à arte moderna e contemporânea.

Esse projeto reafirma ainda mais o caráter educacional que uma instituição deve oferecer à sociedade, principalmente ao fornecer, cada vez mais livre e acessível, material de consulta. “Há pelo menos 90 anos, o MoMa vêm desenvolvendo o importante papel de formar um público para a arte moderna e contemporânea”, afirma o diretor, Glenn D. Lowry. “Ao tornar esse material acessível e gratuito, esperamos não apenas estimular estudantes e pesquisadores como também desenvolver um interesse mais amplo nesse capítulo da história da arte que o museu representa”, acrescenta. O acervo encontra-se disponível na página oficial do museu.

Vista da exposição dedicada à arquitetura brasileira, realizada no museu em 1943 (Foto: The Museum of Modern Art Archives, New York)

Vista da exposição dedicada à arquitetura brasileira, realizada no museu em 1943 (Foto:
The Museum of Modern Art Archives, New York)

Tags: , , , ,

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.