Mapa invertido (do circuito de feiras)

Galerias brasileiras abrem o calendário internacional com participação significativa na ZonaMaco e baixa adesão à ARCO

Da Redação

Publicado em: 10/02/2022

Categoria: Da Hora, Destaque, Mercado de Arte

Marilá Dardot + Tania Candiani (Foto: Divulgação)

América Invertida (1943), do artista uruguaio Joaquín Torres García, vem à mente quando se constata a participação expressiva de galerias brasileiras na feira mexicana, que abre hoje para o público, no Centro Citibanamex, na Cidade do México. A espanhola ARCO, que costumava ser a primeira viagem internacional do ano para muitos marchands, registra a presença em 2022 de apenas um espaço com sede (também) em São Paulo.

Simões de Assis, Millan em parceria com Almeida&Dale, Vermelho, Sé, Janaína Torres, Karla Osório, HOA e Verve estão entre as galerias brasileiras que optaram por abrir os trabalhos em feiras presenciais fora do Brasil na ZonaMaco, uma das feiras mais importantes da América Latina. Sinal dos tempos? Uma guinada deliberada rumo ao Sul global? Claro que não. Consequência direta do impacto da pandemia na programação das galerias, mas uma auspiciosa mudança de rumo, ainda assim.

A galeria Vermelho apresenta um diálogo entre as artistas Marilá Dardot (Brasil, 1973) e Tania Candiani (México, 1974). O estudo das cores, o uso da linguagem escrita e o trabalho manual aproximam a produção das artistas, que nessa apresentação conjunta ganham novas camadas de leitura a partir do encontro das obras.

  • Sistemas para Fugir da Catástrofe (2021), escultura de Paula Juchem na Janaina Torres
  • I Won't Be Afraid (2021), de Fran Chang (Foto: Divulgação)

A VERVE estreia na ZonaMaco este ano, convidada a participar do setor ZONAMACO SUR, curado pela crítica de arte Luiza Teixeira de Freitas, em que apresenta stand individual dedicado à obra da artista Fran Chang, cujo trabalho revisita o cânone da pintura de paisagem na contemporaneidade, com uma narrativa visual permeada por atmosferas afetivas criadas pela artista, aliadas a técnicas tradicionais asiáticas, como a pintura sobre a seda. A série exibida na feira é inédita e foi produzida entre 2021 e 2022, a partir de uma pesquisa sobre desertos, vulcões, montanhas, céus e mares.

O evento segue em cartaz até domingo, 13/2, e também tem versão online, com período de visitação estendido até 27/2.

Tags:

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.